Entretenimento

Internautas descobrem suposto passado de morador de rua e teoria bomba na web

Reprodução/Metrópoles

O morador de rua virou uma espécie de celebridade após ser pego com mulher de personal

Publicado em 28/03/2022, às 12h50    Reprodução/Metrópoles    Redação BNews

Desde que foi pego mantendo relações sexuais dentro de um carro com a mulher de um personal trainer, o baiano Givaldo Alves preencheu seções de jornais e movimentou trends nas redes sociais — assuntos, desafios e danças virais. Ele foi de um homem em situação de rua desconhecido a uma celebridade que tem sua masculinidade exaltada.

O baiano virou tema de música, memes, foi convidado a ser deputado federal, é assediado nas ruas e até foi visto dentro de um Porsche — modelo de carro de luxo que pode chegar a R$ 1 milhão. Agora, uma teoria que surgiu entre os usuários das redes sociais, sobretudo na plataforma chinesa Tik Tok, ajuda a mantê-lo em alta.

Vídeos compartilhados indicam que ele tem mais de 100 processos, alguns movidos por funcionários da sua suposta falida empresa do ramo de transporte. Há também acusações de estelionato e uma medida protetiva de uma ex-companheira. Até o momento, nenhuma dessas acusações foram comprovadas e tudo não passa de suposições.

@joicetamura#VozDoMalvadao#givaldoalvesomendigo#facebook#mendigao#mendigo♬ Nunca Foi Sorte, Sempre Foi Deus - Yury Pressão & Tarcísio do Acordeon

Leia também:

Limites

O fato é que Givaldo parece se aproveitar do espaço que tem ganhado. Em uma entrevista concedida à TV Band, e que foi vazada, ele descreve sem pudor e respeito à comerciante com quem se relacionou os detalhes daquela noite em que foi parar no hospital, após ser espancado pelo marido dela.

O morador de rua inclusive pode ser proibido de falar sobre o caso, possibilidade levantada pelo delegado que investiga o episódio que envolve ele e a mulher do personal.

O pai dela que é o seu representante legal, já que a comerciante está internada em uma clínica psiquiátrica, registrou uma ocorrência de difamação e pediu para que a polícia tomasse providências legais cabíveis.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre