Entretenimento

Redução salarial pode fazer TV Globo e famosa apresentadora romperem contrato

Divulgação

Apresentadora que ganha mais de um milhão estaria se recusando a aceitar redução salarial

Publicado em 14/05/2022, às 15h58    Divulgação    Redação BNews

A TV Globo e Fátima Bernardes estão vivendo um impasse que pode acabar no rompimento do contrato. Fátima renovou o contrato com a Globo em agosto do ano passado, mas o documento estaria pautado financeiramente em sua atuação no programa Encontro, ou seja, o salário fechado com a jornalista seria equivalente a um trabalho diário, de segunda a sexta-feira.

.

Bernardes, que deve sair do Encontro em junho, foi alocada no programa musical The Voice Brasil para evitar um rompimento contratual. De acordo com fontes do Ig, o canal da família Marinho teria chamado a jornalista para uma conversa, a fim de promover uma revisão contratual relativa a nova carga horária de trabalho da apresentadora na Globo, que será menor e incompatível com o atual salário.

Com a saída do Encontro, Fátima terá uma carga de trabalho para apresentar o The Voice Brasil bem menor daquela prevista no contrato atual, voltado para a apresentação do Encontro. A jornalista trabalhará cerca de 4 meses por ano, entre uma temporada e outra do reality musical.

A Globo teria oferecido para apresentadora um valor abaixo do que é pago hoje em sua folha salarial. Fátima ganha cerca de R$ 500 mil, mas esse valor ultrapassa a casa do milhão durante o Encontro, pois a jornalista recebe também outra parte relativa aos anunciantes do programa.

Leia também:

Latam espera recuperar 100% de sua oferta doméstica no mês de maio de 2022
Hotel brasileiro é eleito um dos melhores do mundo; saiba qual
Aeroporto Internacional de Salvador ganha rotas inéditas para 18 destinos

A TV Globo paga cerca de R$ 2,4 milhões pela apresentação do The Voice. Como Fátima Bernardes renovou seu contrato fixo com a Globo - diferente de outros profissionais da casa que passaram a ganhar por obra - a emissora teria feito a proposta de dividir o montante em valores mensais para a jornalista, totalizando uma folha salarial mensal de R$ 200 mil.

A reunião para tratar sobre essa proposta teria terminado sem um acordo. A depender do desenrolar da história, o contrato de Fátima pode ser rompido pela emissora.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre