Entretenimento

Saiba quem é Allan Jesus, ex-empresário do Luva de Pedreiro

Reprodução/Instagram (@allanjesus)

Allan está sendo acusado pela imprensa e internautas de passar o Luva de Pedreiro para trás

Publicado em 25/06/2022, às 10h20    Reprodução/Instagram (@allanjesus)    Redação BNews

Desde que o influenciador Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, gravou um vídeo em seu Instagram afirmando que daria uma pausa em seus vídeos, uma sequência de denúncias de possíveis irregularidades no gerenciamento da carreira do jovem baiano vieram à tona.

Com isso, o nome do empresário Allan Jesus esteve em destaque nas manchetes dos mais diversos portais de notícias. Allan está à frente da ASJ Consultoria, empresa fundada em 2016, e que é conhecida por ser especializada em marketing digital esportivo. Até poucos dias, era ele quem tomava conta da carreira de Iran.

Depois que internautas e a imprensa começaram a apontar que o agente possivelmente estava passando o baiano para trás, uma nota oficial foi divulgada nas páginas do empresário e da ASJ classificando as denúncias como “informações levianas e apuradas de forma seletiva”.

Leia também:

O empresário também é responsável pelas carreiras de Darío Conca, ex-Fluminense, e Pablo, do Flamengo. O zagueiro Thiago Silva também já esteve sob os cuidados da ASJ Consultoria.

Allan começou trabalhando com artistas musicais, como Ferrugem, Pocah, Xande de Pilares e Psirico, e sempre apostou que sua empresa, como sede no Rio de Janeiro, ultrapassaria fronteiras e se tornaria relevante internacionalmente.

Na página da ASJ Consultoria, que foi tirada do ar desde a polêmica com o Luva de Pedreiro, a empresa afirmava que a sua visão era “ter grande alcance no cenário internacional com referência em gestão e consultoria de marketing digital”.

Pronunciamento

Allan se pronunciou sobre as acusações que vem sofrendo nesta quinta-feira (24) em sua conta no Instagram, onde possui mais de 400 mil seguidores. Ele disse que Iran vai receber da empresa R$ 2 milhões, mas que os valores só serão repassados a partir de julho deste ano.

Disse ainda que providenciou uma auditoria para que toda a documentação seja periciada e que, por fim, possa provar a inocência.

“Eu acredito que com a auditoria ficando pronta, se for provado que eu surrupiei um real do Iran, que eu arque com todas as consequências e que eu pague por todos os atos, uma vez que estou pautado na verdade e que tenho um nome a zelar”, disse o empresário.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre