Esporte

Aguero chora ao anunciar aposentadoria aos 33 anos; assista

Divulgação

O argentino Aguero foi diagnosticado com arritmia e precisou abandonar a carreira

Publicado em 16/12/2021, às 08h49 - Atualizado às 08h54    Divulgação    Redação

O atacante argentino Sergio "Kun" Agüero, que defendia o Barcelona, anunciou sua aposentadoria do futebol nesta quarta-feira (15), aos 33 anos, após receber o diagnóstico de um problema cardíaco. Há quase dois meses, ele teve detectada uma arritmia e, após testes, ouviu dos médicos do Barcelona e do seu cardiologista pessoal que o melhor seria se aposentar.

O clube anunciou alguns dias depois que ele ficaria afastado por pelo menos três meses para uma análise médica. "Tivemos uma conversa sobre o assunto. Ele perguntou a minha opinião, o que é sempre uma situação complicada. Futebol é a vida de Sergio. Eu não lhe disse o que deveria fazer. Mas falei que se ele fosse meu filho, eu o aconselharia a parar de jogar. Acho que entendeu tudo", disse Roberto Peidro, médico argentino de Aguero.

Em entrevista coletiva, foi anunciada a decisão de aposentadoria do ex-genro de Maradona. "É um momento muito difícil. Estou feliz pela decisão que tomei. Primeiro vem a minha saúde. Quero dizer que fiz todo o possível para ver se havia alguma esperança, mas não havia muita", disse Aguero, em pronunciamento no Camp Nou, estádio do Barcelona, entre lágrimas.

Em seu perfil oficial do Instagram, Aguero postou um comunicado e recebeu apoio de outros craques, a exemplo do brasileiro Neymar. "LEYENDA 👏 que desfrute de tu nueva etapa crack! [LENDA 👏 Aproveite seu novo estágio de crack!]", escreveu o atacante do PSG.

Carreira
O argentino, que ao longo de 18 anos como profissional marcou mais de 400 gols, chegou ao Barcelona nesta temporada, após dez anos no Manchester City, mas fez apenas cinco jogos em todas as competições. Ele foi atrapalhado por uma lesão na panturrilha na pré-temporada e depois pelo problema cardíaco. Marcou um gol, na derrota em casa por 2 a 1 para o Real Madrid.

Na Inglaterra, conquistou cinco títulos da Premier League com o City, tornou-se o maior artilheiro da história do time azul (260 gols) e um dos seus grandes ídolos. Em 2012, no primeiro troféu da equipe no Campeonato Inglês após 44 anos, ele marcou o gol decisivo aos 49 minutos do segundo tempo no jogo da última rodada, contra o Queens Park Rangers. Vitória por 3 a 2 que garantiu o título na disputa contra o rival Manchester United.

Antes de se consagrar na Inglaterra, o atacante iniciou sua trajetória profissional no Independiente e defendeu o Atlético de Madrid. Pela seleção, foi medalhista de ouro nas Olimpíadas de Pequim-2008 e conquistou a Copa América de 2021, além de ter disputado três Copas do Mundo (2010, 2014, em que a Argentina levou o vice-campeonato, e 2018).

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre