Esporte

"Fundo do poço": Fábio Mota revela se tem arrependimento por apoiar Paulo Carneiro; ASSISTA

Foto: Mauricia da Matta/Arquivo/EC Vitória

Paulo Carneiro foi destituído da presidência do Vitória e cargo ficou com Mota, ex-presidente do Conselho

Publicado em 28/06/2022, às 10h58    Foto: Mauricia da Matta/Arquivo/EC Vitória    Redação BNews

"Fundo do poço". Assim o presidente do Vitória descreveu a situação do clube que lidera há pouco mais de 7 meses. 

Fábio Mota fez um longo desabafo sobre a situação financeira do rubro-negro na manhã desta terça-feira (28) e aproveitou para revelar se há arrependimento por apoiar Paulo Carneiro, ex-presidente do clube, que foi destituído pela Assembleia de Sócios após acusações de irregularidades fiscais.

Segundo Fábio Mota, o Vitória é uma bomba e assumir o clube colocou em risco sua família.

Leia mais

“O que me moveu a assumir essa bomba, contra minha família, minha mãe, minha mulher, meus filhos, meus amigos, foi meu amor ao clube. Estou aqui tentando salvar o clube, em uma condição totalmente adversa, numa das maiores crises que o clube enfrentou em toda a sua história, por uma série de anos de administrações equivocadas e chegou no fundo do poço. Se você perguntar se eu sabia [da atual situação]? Evidente que sabia, estava aí para todo mundo”, contou em entrevista à rádio Metrópole.

No entanto, Fábio Mota diz não se arrepender da decisão de assumir o clube. Apesar disso, ele confessou que há um remorso por apoiar Paulo Carneiro na eleição do ex-mandatário, em 2018.

“Meu arrependimento é de ter feito parte de uma chapa que ganhou essa eleição. Mas a forma que eu encontrei foi assumir e estou aqui dentro e vou até o fim, pelo amor que eu tenho ao clube. (...) Não adianta ficar agora lamentando. Pra mim era muito mais cômodo ter renunciado e não ter colocado meu nome nisso aqui”, completou.

Os sócios torcedores do Vitória votaram a favor da destituição de Paulo Carneiro da presidência do clube no dia 21 de maio após AGE (Assembleia Geral Extraordinária) realizada no Barradão, apenas um sócio, dos cerca de 150 presentes, se absteve e a destituição foi aprovada.

Paulo Carneiro foi afastado do comando do clube no dia 2 de setembro de 2021, após o Conselho Fiscal apontar várias irregularidades do dirigente, como adiantamento das próprias remunerações que somam durante a pandemia, gastos pessoais no cartão corporativo, entre outras coisas.

Com isso, Fábio Mota, que estava interinamente na presidência do Vitória, assume o comando do clube até dezembro deste ano, quando se inicia um novo ciclo. Antes disso, o Leão passará por eleições, em setembro, que vão definir o presidente do próximo triênio.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades

Classificação Indicativa: Livre