BNews Nordeste

Médicos da rede pública do RN entram em greve por tempo indeterminado

Reprodução/TV Cabugi

Os médicos cobram a ampliação dos níveis de carreira de 16 para 20 e o pagamento do acréscimo de 3% no salário para cada nível alcançado

Publicado em 29/03/2022, às 10h49    Reprodução/TV Cabugi    Redação BNews

Médicos da rede pública estadual de Saúde do Rio Grande do Norte iniciaram uma greve e paralisaram as atividades por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (28). A categoria já havia deflagrado uma greve na semana passada, mas até então, mantinha os atendimentos.

Os médicos cobram a ampliação dos níveis de carreira de 16 para 20 e o pagamento do acréscimo de 3% no salário para cada nível alcançado.

De acordo com o presidente do sindicato que representa a categoria, Geraldo Ferreira, os médicos do estado deverão suspender atendimentos agendados e cirurgias eletivas, além de reduzir em cerca de 50% os profissionais das urgências e emergências.

Mais notícias do Nordeste:

Ainda segundo o sindicato, já há um acordo como o governo do Estado sobre o assunto, com previsão da implementação do percentual de 2% a partir de abril e um reajuste de +0,5% a partir de dezembro, levando em conta a paridade entre ativos e inativos.

Porém, o impasse que levou à paralisação envolve o pagamento de gratificação de incentivo à qualificação.

Siga o BNews  no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre