Polícia

Caso Paraíso Perdido: Mulher de empresário morto em Jaguaripe é presa

Reprodução/Redes Sociais

Publicado em 09/05/2022, às 10h51    Reprodução/Redes Sociais    Redação BNews

A viúva do empresário Leandro Troesch, Shirley da Silva Figueredo, foi presa na manhã desta segunda-feira (9), na zona rural de Iaçu, que fica a cerca de 280 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, ela está sendo transferida para a capital nesta manhã.

Shirley foi presa por mandado de prisão, por descumprir as medidas de prisão domiciliar. Ela foi condenada a nove anos de detenção por participar de um crime de extorsão mediante sequestro, junto com o marido.

Leandro foi encontrado morto no dia 25 de fevereiro, em um dos quartos da Pousada Paraíso Perdido, que fica em Jaguaripe, no baixo sul da Bahia. A polícia acredita que Shirley tem envolvimento na morte do então companheiro, e informou que a prisão dela "vai ajudar a esclarecer as circunstâncias da morte do empresário".

Matérias relacionadas:

Ainda segundo a polícia, ela também participará da reconstituição do crime que ocorrerá na pousada.

Segundo a Polícia Civil, Shirley está sendo levada para a sede do Departamento de Polícia do Interior (Depin) no Centro de Salvador, onde será apresentada e ficará à disposição da Justiça.

Prisão de Maqueila Bastos

Maqueila Bastos, amiga de Shirley teve a prisão temporária decretada no dia 14 de março, por suspeita de envolvimento na morte de Leandro. Ela foi encontrada na cidade de Aracaju, em Sergipe, no dia 24 de março, e transferida para Salvador no dia 11 de abril.

A investigada foi solta na tarde do dia 22 de abril, porque a Justiça decidiu não manter a prisão dela, por falta de provas.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre