Polícia

Marido de mulher encontrada morta é visto rondando casa de sogra

Montagem BNews

O marido da comerciante Marcela estava sumido desde o dia em que ela foi encontrada morta

Publicado em 26/01/2022, às 13h06    Montagem BNews    Nilson Marinho

O marido da comerciante Marcela Cristina Souza Barreiros, de 34 anos, já não era visto pela família desde o dia em que a mulher foi encontrada morta em casa, com ferimentos provocados por uma arma branca. O corpo dela foi localizado por policiais militares no dia 18 de janeiro deste ano.

O sumiço fez a família da vítima desconfiar que ele é o autor do crime. Nesta terça-feira (25), o homem, que é vendedor de frutas, foi visto rondando a casa da sogra, no bairro de Itapuã, em Salvador. É lá onde o filho do casal, de oito anos, está morando. O fato deixou familiares de Marcela receosos.

“Alguns vizinhos viram e foram comunicar que ele estava em uma rua próxima. Comunicamos a polícia, mas até agora ele continua foragido”, diz uma familiar, que prefere não se identificar por temer represálias.

Leia também:

Ameaças

Além do fato do desaparecimento, o histórico violento só reforça, de acordo com a família de Marcela, que o homem é responsável pela morte da comerciante. Segundo a parente, o vendedor de frutas já havia agredido a esposa e a ameaçado de morte caso a vítima optasse pela separação.

“Ele passou a ser agressivo e começou a ameaçá-la. Uma outra vez, ele tentou matá-la, engarguelou e pegou uma faca. Eles se separaram e ela disse que não iria voltar, mas acabaram voltando. As brigas e agressões ficaram constantes. Ela começou a namorar com ele com 16 anos”, completou.

De acordo com a Polícia, PMs foram informados por vizinhos que havia um corpo dentro de uma residência localizada no Caminho 56, no Loteamento Vida Nova. No local, eles encontraram Marcela morta e deitada no chão, além de uma poça de sangue.

Na época do fato, a Polícia Civil informou, por meio de nota, que a autoria e a motivação do crime ainda estavam sendo apuradas. O BNews entrou em contato com o órgão pedindo novas informações sobre a investigação da morte da comerciante, mas, até a publicação desta matéria, não obteve retorno. Esta reportagem será atualizada assim que houver uma resposta. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre