Polícia

Suspeita de matar envenenado namorado se indignou após vítima recusar empréstimo

Reprodução/Vídeo
Dívida com agiota fez a suspeita insistir por dinheiro emprestado pelo companheiro  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Vídeo

Publicado em 31/05/2024, às 06h52   Pedro Moraes



A morte do namorado de uma mulher, no Rio de Janeiro, fez a Polícia Civil coletar informações valiosas recentemente. Uma das testemunhas, a cabeleireira Olindina Quitéria Henrique, entregou detalhes sobre a vítima. Ela informou que há cerca de dois meses, o amigo Luiz Marcelo Antônio Ormond revelou que fez um pagamento de R$ 2,6 mil a um agiota para saldar uma dívida da companheira Júlia Andrade Cathermol Pimenta.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp. 

Ameaçada de morte no período da transferência, a suspeita teria dado a ele um pedaço de brigadeirão envenenado. No mesmo depoimento, a amiga do homem enfatizou que alertou a vítima a “largar este relacionamento porque seria perigoso”. 

Outras duas testemunhas comentaram sobre a história da suposta dívida com o agiota, segundo o jornal O Globo. Desde o dia 17 sumida, Júlia foi presa nesta quinta-feira (30). Durante ao menos três dias, a suspeita guardou o cadáver do próprio companheiro.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp