Política

Deputado João Isidório foi o mais votado em 2018; lembre trajetória

Divulgação

Publicado em 11/11/2021, às 19h12    Divulgação    Redação BNews

O deputado estadual João Isidório (Avante), morto afogado hoje (11), teve uma curta trajetória na política, mas iniciou a vida pública já chamando atenção. Assim como o pai, deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante), o parlamentar foi eleito em 2018 como o mais votado, 110.540 votos, quase 10 mil a mais que o segundo colocado.

Na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Isidório Filho tinha uma atuação tímida. Este ano, por exemplo, não apresentou nenhum projeto à Casa. O deputado se destacava mesmo quando estava ao lado do pai, que também atuou como deputado estadual.

Ano passado, chamou atenção ao lado do pai quando desfilou encima de um trio por Salvador no último dia do ano. A intenção era levar uma mensagem de paz para quem passava pelas ruas na véspera do Réveillon.

Matérias Relacionadas: Novato, João Isidório lança nome para concorrer à presidência da AL-BA

Isidório diz que 'insistiram' na candidatura do filho ano passado: 'Ele não é político e não queria'

Carregando uma placa de isopor com as frases "Amo Vocês" e "Obrigado por tudo", o "doido", como é popularmente conhecido, cantou músicas evangélicas e pediu as bênçãos de Deus para as famílias. Os dois também exaltaram as ações da Fundação Doutor Jesus, que trabalha na recuperação de dependentes químicos.

Nesse mesmo ano, teve que lidar com a morte de uma pessoa próxma. Humberto Alves Bispo foi encontrado morto dentro da residência, na Rua da Areia, Menino Jesus, no município de Candeias. Ele era assessor parlamentar de João Isidório.

No ano em que foi eleito, João Isidório foi entrevistado pelo BNews no quadro "Fato & Opinião". Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Repercussão da morte

Políticos lamentaram a morte precoce do deputado estadual João Isidório vítima de uma afogamento em uma praia de Madre de Deus.  Ele teria sofrido um mal súbito, segundo sua assessoria de imprensa. Ele chegou a ser socorrido pela Samu, mas não resistiu. Além de político, João era cantor, compositor e coordenador da Fundação Doutor Jesus, fundada pelo pai, o deputado federal Pastor Sargento Isidório.

O senador Jaques Wagner (PT) declarou estar consternado com a notícia. "Eu e Fátima recebemos consternados a notícia da morte trágica e inesperada do deputado estadual João Isidório. Perdemos um jovem com futuro promissor e que ainda tinha muito a contribuir com a Bahia. Nossa solidariedade e abraço à família, especialmente ao amigo Pastor Sargento Isidório", homenageou, no Instagram.


O senador Angelo Coronel declarou que "a Bahia perde um jovem talentoso, conciliador, filho exemplar". "O Nosso João. Que tristeza. Eu e Eleusa nos solidarizamos com toda a família e amigos. Que Deus os conforte por essa falta", lamentou.

O PDT da Bahia prestou toda solidariedade aos familiares, em especial ao pai, o deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante). "É uma notícia muito triste. O deputado João Isidório era uma pessoa muito boa, conciliadora e sempre disposta a ajudar o próximo. Todos os políticos gostavam muito dele. Que Deus o receba e console os familiares nesse momento de dor", diz o presidente do PDT da Bahia, deputado federal Félix Mendonça Júnior.

Leia também: Integrante de quadrilha de assalto a banco é preso em Vitória da Conquista

Conselho Municipal confirma realização do carnaval 2022 em Salvador

Classificação Indicativa: Livre