Política

Eliana Calmon recusa convite de Moro para se candidatar ao governo da Bahia

Divulgação

Publicado em 22/11/2021, às 16h51    Divulgação    Pedro Vilas Boas

A jurista baiana Eliana Calmon, ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), recusou o convite feito pelo ex-juiz Sergio Moro (Podemos) para se candidatar ao governo da Bahia em 2022. Os dois se reuniram em Brasília na última quinta-feira (18).

Em entrevista ao BNews hoje (22),Calmon explicou que sua idade atual, 77 anos, influencia na decisão. "Talvez se eu tivesse 30 anos. Mas sempre descartei, e descarto agora", disse a ex-ministra. A candidatura seria uma estratégia do Podemos para reforçar a campanha do ex-juiz da Lava Jato.  Eliana Calmon foi candidata ao Senado pelo PSB em 2014, mas não conseguiu se eleger. 

Porém, a jurista mantém o apoio ao também ex-ministro Sergio Moro à Presidência da República. "É um homem correto, preparado. Começou a ganhar dinheiro prestando assessoria nos Estados Unidos, mas resolveu voltar ao Brasil", disse Eliana Calmon. 

Na avaliação da ex-ministra do STJ, Moro é um candidato competitivo e alternativa a Jair Bolsonaro (sem partido) e Lula (PT) - dois favoritos na disputa - , mas precisa de apoio e dinheiro. "O eleitor quer uma coisa nova. Muitos se decepcionaram com Bolsonaro, inclusive eu, já que o apoiei", afirmou. 

Moro à frente de Ciro

Novo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostra que o ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança absoluta em todos os cenários pesquisados para a eleição de 2022.  O levantamento também mostra que o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) está desbancando Ciro Gomes (PDT) e assumindo a chamada "terceira via".

No 1º cenário, Lula tem 34,9% das intenções de voto, seguido por Jair Bolsonaro (Sem Partido), com 29,2%. Completam a relação Moro, com 10,8%; Ciro, com 6,1%; João Doria (PSDB), com 3,1%; Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 1,2%; Simone Tebet (MDB), com 0,6%; Alessandro Vieira(Cidadania), com 0,4%; e Rodrigo Pacheco (PSD), com 0,4%.

A pesquisa foi feita com entrevistas presenciais entre os dias 16 e 19 de novembro em 164 municípios de 26 estados e Distrito Federal. No total, participaram 2020 eleitores. O instituto aponta que o grau de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos nos resultados gerais.

Matérias Relacionadas

Paraná Pesquisas: Sergio Moro encosta em Lula e Bolsonaro; veja números

Moro compara Lula e Bolsonaro a produtos ruins de supermercado

Ex-bolsonarista baiana diz que aceitou “missão” e posta foto com Moro

Classificação Indicativa: Livre