Polícia

Câmara de Salvador aprova apoio a programa de prevenção a distúrbios em policiais

[Câmara de Salvador aprova apoio a programa de prevenção a distúrbios em policiais]
07 de Abril de 2021 às 16:59 Por: Arquivo Por: Henrique Brinco

A Câmara Municipal de Salvador aprovou, na tarde desta quarta-feira (7), o projeto de indicação 02/2021 de autoria do vereador Claudio Tinoco (Democratas) que prevê a criação e implementação de um programa estadual de prevenção a distúrbios pelo governo.

O texto vem na esteira da morte do soldado Wesley Soares Góes, de 38 anos, após um surto psicótico no Farol da Barra no fim de março. O projeto de indicação 02/2021 sugere que o governo estadual crie e execute um programa de prevenção e combate à depressão e suicídio dos policiais civis e militares do estado da Bahia. 

Como justificativa, Tinoco destacou que o exercício dos agentes acarreta "elevado risco à vida, saúde e integridade física de seus integrantes" e acaba resultando um elevado índice de depressão e suicídio entre os integrantes da polícia civil e militar.

“É uma importante vitória para os policiais civis e militares do nosso estado. Ainda mais após a morte do policial militar Wesley Soares Góes na noite do dia 28 de março deste ano, ocorrida após um suposto surto e confronto com outros PMs. Espero que o governador acolha nossa sugestão e finalmente implante um programa que olhe para a saúde mental dos nossos agentes de segurança pública”, disse o vereador Claudio Tinoco.

Notícias Relacionadas: 

Vídeo: Policial que "surtou" na Barra é baleado 

Policiais ameaçam imprensa durante cobertura na Barra e atiram para cima; há feridos

PM que atirou na Barra pinta rosto de verde e amarelo e pergunta sobre pacto com Satanás

Em nota, PM diz que militar fardado teve “descontrole emocional” ao atirar para cima na Barra

Equipes da PM fazem operação para conter militar na Barra

PM "surta" em frente ao Farol da Barra e dispara tiros com fuzil; veja vídeo

PM foi perseguido por viatura antes de efetuar disparos no Farol da Barra

Ruas da Barra são interditadas após PM tocar terror atirando pra cima

Sindicato dos jornalistas pede explicações à PM-BA após policiais atirarem contra imprensa neste domingo

PM iniciou contagem regressiva antes de disparar "ao menos 10 tiros contra policiais", diz SSP

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar