Polícia

Enterro de PM morto no Farol da Barra tem protestos e aglomeração em Itabuna; veja vídeos

[Enterro de PM morto no Farol da Barra tem protestos e aglomeração em Itabuna; veja vídeos]
29 de Março de 2021 às 18:14 Por: Leitor BNews Por: Henrique Brinco

Uma multidão acompanhou o enterro do Policial Militar, Wesley Soares Góes, de 38 anos, morto após um surto psicótico no Farol da Barra. Familiares e colegas se aglomeraram e prestaram homenagens ao soldado em um cemitério Campo Santo, em Itabuna, no fim da tarde desta segunda-feira (29). Agentes da corporação seguraram o caixão, enquanto eram feitos os discursos.

Foram registrados aplausos e fogos de artifício no local, além de muita comoção. Também houve uma manifestação pelas ruas da cidade.  Vestidos de preto, centenas de manifestantes caminharam com brados de "A PM parou" e um carro de som tocando o Hino Nacional.

O corpo foi levado de avião para o Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, no início da tarde e transportado em um carro para Itabuna. O translado do caixão foi providenciado pelo Governo do Estado, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP).

Wesley Soares foi alvejado, por volta das 18h30 do domingo (29), após efetuar disparos na direção dos policiais que faziam o cerco ao local. Segundo a SSP-BA, ao menos 10 tiros foram disparados. Ele foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos.

Notícias Relacionadas: 

Vídeo: Policial que "surtou" na Barra é baleado 

Policiais ameaçam imprensa durante cobertura na Barra e atiram para cima; há feridos

PM que atirou na Barra pinta rosto de verde e amarelo e pergunta sobre pacto com Satanás

Em nota, PM diz que militar fardado teve “descontrole emocional” ao atirar para cima na Barra

Equipes da PM fazem operação para conter militar na Barra

PM "surta" em frente ao Farol da Barra e dispara tiros com fuzil; veja vídeo

PM foi perseguido por viatura antes de efetuar disparos no Farol da Barra

Ruas da Barra são interditadas após PM tocar terror atirando pra cima

Sindicato dos jornalistas pede explicações à PM-BA após policiais atirarem contra imprensa neste domingo

PM iniciou contagem regressiva antes de disparar "ao menos 10 tiros contra policiais", diz SSP

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar