Política

Rosemberg nega que projetos de Rui promovam abertura de capital da Embasa

Divulgação/AL-BA

Críticos apontam que as propostas enviadas pelo governo estadual ao Legislativo abrem caminho para a abertura de capital da Embasa

Publicado em 22/02/2022, às 18h46    Divulgação/AL-BA    Victor Pinto e Léo Sousa

Líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado Rosemberg Pinto (PT) rechaçou, em entrevista ao BNews nesta terça-feira (22), as críticas direcionadas aos projetos referentes à Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) enviados à Casa pela gestão estadual.

Críticos às propostas apontam que o Projeto de Lei Complementar 143/2021 e o Projeto de Lei 24.362/2021 abrem caminho para a abertura de capital da empresa pública. Os textos promovem adequações da Embasa ao novo marco legal do saneamento.

"Houve um equívoco anterior de algumas pessoas que tentaram trazer para um debate na Assembleia, sem ler o projeto, que o projeto tratava de abertura de capital, vendas de ativo, fragilidade da Embasa. Isso é algo que a gente não pode permitir [...] Nós não podemos transformar em verdades aquilo que não é realidade. Foi um pouco o que se tentou passar, não sei obviamente os interesses", refutou Rosemberg.

O parlamentar petista afirma que se reuniu com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sindae), que "entenderam que no projeto não exisitia nenhum tipo de caminho que levasse à fragilidade da companhia". Representantes da entidade, porém, permaneceram em frente à AL-BA, hoje, quando estava prevista a apreciação das propostas pelos deputados estaduais.

"A única coisa que eles pediram no projeto, que alterasse, foi ao invés de 'fornecimento de água', colocar 'água e esgoto' e imediatamente [eu aceitei]. Eu não via nenhum problema, é porque a lei era assim. Então nós alteramos", declarou o líder governista.

Rosemberg Pinto disse entender que as críticas "são naturais". "Eu respeito às vezes as pessoas que não leram o projeto. Só não posso aceitar daí a criar uma ideia de que o governador Rui Costa ou a liderança do governo ou algum deputado quisesse arrumar alguma forma de fragilizar a Embasa. Muito pelo contrário, o projeto protege a embasa", defende.

A duas propostas alvo de contestações estavam previstas para serem votadas na tarde desta terça. A apreciação, porém, foi adiada mais uma vez após pedido de vista do deputado Carlos Geilson (PSDB).

Leia mais: Sem consenso, AL-BA adia votação sobre projeto para abertura de capital da Embasa

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre