Política

Rui Costa rechaça festa polêmica: "Não vamos admitir"

Divulgação

Rui Costa criticou a realização de show com aglomeração após Lavagem do Bonfim

Publicado em 14/01/2022, às 17h04    Divulgação    Henrique Brinco

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi às redes sociais para criticar a realização de eventos com aglomerações no Estado. A edição desta sexta-feira (14) do Diário Oficial traz o decreto que determina ao Corpo de Bombeiros Militar da Bahia a observação da aplicação de penalidades a estabelecimentos que descumprirem o limite máximo de público nos eventos.

Leia também:

"Estabelecimentos que descumprirem o limite máximo de público em eventos poderão ser interditados e ter suspenso o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. A nova medida, que estabelece penalidades para quem desrespeitar as normas, está publicada no Diário Oficial desta sexta", escreveu.

O posicionamento acontece um dia após o evento "Me Leva pro Bonfim" no Terminal Turístico Náutico da Bahia, no bairro do Comércio. As imagens do local lotado repercutiram nas redes sociais.

"É preciso que todos assumam suas responsabilidades e colaborem. Não vamos admitir desrespeito às medidas que estabelecemos para conter o avanço da Covid-19 na Bahia e preservar vidas, como lamentavelmente ainda ocorre. As imagens que vimos ontem mostram isso", escreveu Rui.

Leia também:

"A presença de público nos eventos está limitada a 50% da capacidade dos espaços e não pode ultrapassar o total de 3 mil pessoas, mas este número pode ser reduzido. A obrigatoriedade da comprovação de vacina segue valendo para shows, eventos e também para bares e restaurantes", completou.

Conforme informado em primeira mão pelo BNews, a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) e a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE-BA) estudam uma ação criminal contra os responsáveis pelo evento.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre