Política

Rui Costa reage após agressão a repórteres da TV Bahia por equipe de Bolsonaro

Divulgação

Governador comenta agressões a repórteres da TV Bahia e da TV Aratu

Publicado em 12/12/2021, às 17h46    Divulgação    Henrique Brinco

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), reagiu e prestou solidariedade aos repórteres Camila Marinho e Cleriston Santana, da TV Bahia, que foram agredidos por seguranças do presidente Jair Bolsonaro durante a visita a Itamaraju, na manhã deste domingo (12).

Leia também:

Em nota, o gestor petista defendeu que a liberdade de imprensa é um dos fundamentos da democracia. "Minha solidariedade à equipe de reportagem da Rede Globo, que foi agredida e impedida de realizar a cobertura jornalística durante carreata com o presidente em Itamaraju, na Bahia".

"A liberdade de imprensa é pilar fundamental da democracia e qualquer ataque ao jornalismo merece repúdio. O momento é de trabalho e solidariedade no Extremo Sul. Repudio violência contra a imprensa e oportunismo num momento de dor diante de uma tragédia. Vamos trabalhar", finalizou.

Ao BNews, Camila declarou que passa bem e que não pretende tomar medidas no momento. "Está tudo bem, graças a Deus", garantiu.

De acordo com informações da GloboNews, a equipe de segurança formava uma espécie de paredão no estádio onde o chefe do executivo pousou e agiu para impedir a aproximação de repórteres. Um dos seguranças segurou a repórter com a parte interna do antebraço, numa espécie de "mata-leão". A pochete dela também foi arrancada por um apoiador.

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) também se solidarizou, em seu perfil no Twitter, com a repórter. Na mesma postagem, a parlamentar acusou o presidente da República de vir à Bahia para fazer campanha política e promover a barbárie, em vez de trazer alento ao povo que sofre com a chuva no Extremo Sul.

"Não bastasse a agressividade da sua equipe, os profissionais de imprensa também enfrentaram a ira dos apoiadores do presidente. Eles extrapolam qualquer limite de civilidade", disse a pessebista.

Leia também:

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter.

Classificação Indicativa: Livre