Cidades

Coronavírus: Prefeito de Feira de Santana confirma adiamento de micareta

[Coronavírus: Prefeito de Feira de Santana confirma adiamento de micareta]
13 de Março de 2020 às 08:58 Por: Divulgação Por: Diego Vieira

Conforme antecipado pelo BNews, o prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho, confirmou nesta sexta-feira (13), o adiamento da micareta da cidade que estava prevista para ocorrer entre os dias 23 e 26 de abril. A medida foi tomada após a confirmação de três casos de coronavírus confirmados no município localizado a cerca de 100 quilômetros de Salvador.

“Estamos decretando uma situação excepcional em Feira de Santana com relação aos eventos festivos na cidade e eventos de massa. Faltam 40 dias para a Micareta e estamos adiando a Micareta. Estamos tratando de transmissão de vírus em eventos. É um decreto emergencial que afetará nossa cidade em todos os segmentos (...) Várias unidades estão suspendendo cirurgias eletivas”, declarou o prefeito durante coletiva de imprensa realizada no auditório da Secretaria Municipal de Saúde da cidade.

LEIA TAMBÉM: Casos confirmados de coronavírus em Feira de Santana deixam moradores assustados; assista

Nesta quinta (12), secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, já havia recomendado o cancelamento do evento. "A secretaria considera que há um risco aumentado de contaminação durante a Micareta de Feira. A secretaria não proíbe nada. Cabe as autoridades tomar a decisão. No caso de Feira, o promotor tem o poder de tomar essa decisão judicial ou o prefeito", afirmou Vilas-Boas.

O secretário fez a mesma avaliação para eventos como festas, casamentos e shows, mas podera. "Não há, por enquanto, nenhuma razão no Brasil de sair suspendendo tudo", completou.

Casos de coronavírus na cidade

A primeira ocorrência foi um caso importado, de uma mulher de 34 anos, residente na cidade de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro, com passagens por Milão e Roma, onde aconteceu a contaminação.

A primeira transmissão local do vírus também foi em uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado com o coronavírus. A terceira paciente é a mãe da doméstica.Segundo a Sesab, a paciente, de 66 anos, está com sintomas leves, em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução de contato.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar