Saúde

Após ataque hacker, governo pede que países aceitem cartão de vacina físico de brasileiros

Reprodução/ Ministério da Saúde

Um comunicado está sendo enviado aos países para avisar sobre a invasão

Publicado em 11/12/2021, às 12h30    Reprodução/ Ministério da Saúde    Redação BNews

Após o sistema do Ministério da Saúde ser invadido por hackers, a pasta informou, em entrevista coletiva na sexta-feira (10), que está tomando providências para possibilitar a entrada de brasileiros em países que aceitam voos oriundos do Brasil.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que um comunicado está sendo enviado às nações para avisar sobre o ataque. “A gente entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores, prontamente, auxiliou e colocou à disposição para poder comunicar todos aqueles países, que receberão voos oriundos do Brasil, para que informem o ocorrido”, avisou Cruz.

Antes da invasão ao sistema, os brasileiros precisavam apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 por meio da plataforma ConecteSUS. No entanto, espera-se que agora os países aceitem que os turistas forneçam o documento físico.

Uma análise preliminar da Polícia Federal apontou que não houve sequestro de dados do Ministério da Saúde no ataque. A suspeita principal das autoridades é que a ação tenha sido motivada por ativismo político na internet, o chamado hacktivismo. 

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre