None

Delivery com drones: Speedbird Aero capta R$35 milhões e prepara serviço de entrega

Speedbird Aero / Divulgação

Anac já deu autorização para empresa operar serviços de entrega com drones

Publicado em 25/05/2022, às 13h54    Speedbird Aero / Divulgação    Redação Bnews

A empresa SepeedBird Aero é a primeira empresa a ter uma aeronave não tripulada a receber certificação de operação comercial da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Para colocar os seus planos em prática, a startup captou no mercado um aporte série A de R$35 milhões, liderado pelo fundo americano Bela Juju Ventures. 

“Pelo caráter disruptivo desse mercado, já sabíamos que levaria um tempo para captar mais recursos”, diz Manoel Coelho, cofundador e CEO da Speedbird Aero, ao NeoFeed. “Mas esse aporte está chegando no timing perfeito, sem pressa e sem atrasos.”

Leia também:

Conselho Tutelar recebe denúncias de abandono de incapaz e pai pode ficar sem filho que foi jogado do 4º andar

Jovem é preso suspeito de agredir a mãe idosa e roubar o carro dela

Cerca de 40 ônibus ficam sem circular em Teresina por irregularidades trabalhistas

A SpeedBird já possui oito contratos assinados com diversas empresas, dentre elas o Ifood, que também já recebeu autorização da Anac para  uso diário comercial com drones. 

“Nossa projeção é ter 40 DLVs em operação nos próximos 12 meses”, observa Coelho. “Já temos três deles operando e, até o fim desse mês, teremos mais dois em ação.”

A linha de produção está prevista para iniciar suas montagens em junho. A ideia é fabricar de três a quatro drones por mês e escalar, gradativamente, esse volume de acordo com os projetos fechados pela empresa. A Speedbird está montando uma fábrica em um espaço de 2 mil metros quadrados em Franca (SP).

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre