BNews Pet

Especialista lista motivos para não levar seu animal de estimação em festas de rua

Divulgação

Muita gente, empolgada com a festas, gosta de levar seu animal para curtir também, mas isso pode trazer consequências

Publicado em 20/02/2022, às 09h00    Divulgação    Whaley Emmanoel

Seria uma boa ideia levar o gato ou cachorro para uma festa de rua, como o Carnaval, ou os famosos paredões? Bem, talvez para o tutor do animal seja um momento de diversão, mas para o pet pode ser um verdadeiro sofrimento.

Segundo a médica-veterinária Carmen Sevski, o motivo principal que todo tutor deve levar em consideração é o barulho. "Som Alto. Por conta da adição apurada e sensível dos animais, qualquer barulho muito alto pode assustar o animal e gerar graves lesões auditivas", explica.

Leia Mais:

UPA Animal conta com atendimento 24h em Salvador
Entenda como funciona o microchip para cães e as vantagens do acessório para o pet

Confira outros motivos:

Alergias
Os animais podem sofrer com alergias e intoxicações ao ter contato tintas, espuma e glitter, que sempre estão presentes neste tipo de festa.

Patas
Um asfalto ou até mesmo a calçada muito quente pode aumentar o risco de queimaduras nas patas dos cachorros. Além das queimaduras por causa do calor, o risco dos animais se machucarem ao pisar em objetos cortantes como vidros e latas que são jogadas na rua.

Alimentação
Nessas festas, os animais de estimação podem acabar ingerindo, mesmo sem querer, restos de comida e de bebidas alcoólicas deixadas em copos e pratos no chão.

Enfeites
Quase ninguém sabe, mas confetes e serpentinas podem arranhar a pele e as córneas dos animais. Portanto, é importante manter os animais longe desses itens.

Multidão
Mesmo com uma coleira ou usando uma mochila especial, os animais de estimação podem facilmente se perder em meio à multidão. E, por não saber como andar em um local tão cheio, os ricos de serem pisoteados ou atropelados por veículos aumentam.

Sevski acrescenta que, por causa da pandemia e quase três anos sem festa, entende que as pessoas estão querendo sair. Contudo, ela salienta que em caso de festas de rua, é importante pesquisar e procurar locais onde seu pet se sinta confortável.

"Busque sempre locais que você conheça, e que seja de fácil acesso e confortável para o seu bichinho. Evite contato com outros animais e use sempre uma coleira de identificação, com o seu nome, número e o nome do animal", alerta. 

Leia Mais:

Cachorro perde osso gigante para 'velhinha' sem dente; veja vídeo
Cadela desanima com chuva e reação diverte tutora; veja vídeo
Vestidas de “Paquitas da Xuxa”, cadelas fazem sucesso em rede social; veja vídeo

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre