BNews Pet

Filhote que seria sacrificado tem reviravolta surpreendente; entenda caso

Arquivo Pessoal/Lou Robinson

Cachorro seria sacrificado após nascer sem duas patas dianteiras

Publicado em 12/04/2022, às 14h46    Arquivo Pessoal/Lou Robinson    Redação BNews

Um filhote de cachorro, da raça boxer, chamado Nubby, teve um início de vida difícil e precisou de muita força para viver. Ele também pôde contar com o apoio da fundadora de um grupo chamado Warriors Educate About Rescue, Lou Robinson, que o abrigou em sua casa e o salvou da eutanásia, aconselhada pelos veterinários. 

Nubby nasceu sem as duas patas dianteiras e, por esse motivo, após apenas quatro horas de vida, o médico-veterinário sugeriu que ele fosse eutanizado, alegando que, mesmo que a mãe não rejeitasse o cãozinho, ele não teria força para lutar pelo seu alimento. Ao The Dodo, Robinson disse: que os irmãos do doguinho o empurravam para fora do caminho. "Ele morreria", afirmou. 

Filhote que seria sacrificado tem reviravolta surpreendente; entenda caso

A mulher, que abrigava o cachorro temporariamente, decidiu adotá-lo de forma definitiva, o levando para casa depois de decidir que lutaria pela vida do animal. O grupo que Lou é fundadora dá aulas sobre como cuidar dos animais com compaixão e foi exatamente isso que ela fez.

Lou e o marido aprenderam muito sobre a situação de Nubby e começaram a alimentar o animal com mamadeira inclinada, para que a fórmula não fosse inalada nos pulmões do pet, causando pneumonia por aspiração.

O tempo foi passando e Nubby foi reagindo e abrindo os olhos. "O terceiro dia veio e foi, o sétimo, o décimo, o décimo sexto dia e Nubby prosperou", disse Lou. "Seus olhos se abriram, seus ouvidos se desenvolveram, ele encontrou seus sons, cheiros e voz", contou.

Filhote que seria sacrificado tem reviravolta surpreendente

Leia Mais:

Cadela salva de eutanásia não conseguia olhar para nova tutora; veja fotos
Filhote de cachorro acorda após eutanásia e ganha uma segunda chance
Cachorro maltratado por crianças é salvo por menino de 7 anos e ganha novo lar

Contudo, o animal teria que enfrentar mais uma batalha, já que após três semanas da chegada do cachorro, ele apresentou alguns sintomas preocupantes como espirros, não estava fazendo cocô e parecia não querer comer. Além disso, Nubby estava soprando bolhas de leite pelo nariz. Ao chegar no veterinário, as radiografias revelaram que o pet não tinha apenas a temida pneumonia, mas também uma condição chamada anormalidade esofágica. "

"Ele tinha uma forma de bolso em seu esôfago que estava prendendo seu leite", explicou Robinson. 

Os médicos deram antibióticos pesados e colocaram o cão em uma câmara de oxigênio. Ele começou a reagir, enchendo os seus tutores de esperança. "Ele não estava desistindo, estava lutando. E enquanto ele tiver uma chance de qualidade de vida, lutaremos para lhe dar essa chance", pontuou a tutora.

Cachorro seria sacrificado após nascer sem duas patas dianteiras

Após o susto, Nubby voltou para casa e pôde aproveitar sua nova vida. Hoje em dia, ele já cresceu e se tornou um lindo e saudável cachorro, que parece não se incomodar com a sua condição diferente dos demais. Nubby é ativo, inteligente e aprendeu a se rastejar para se locomover. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre