BNews Pet

Tutora de coelha morta em hotel rebate nota divulgada pelo estabelecimento

Reprodução/Redes Sociais

Internautas relembram de caso de cachorro que morreu no mesmo estabelecimento

Publicado em 30/11/2021, às 22h37    Reprodução/Redes Sociais    Redação

A jornalista Thaís Borges rebateu a nota divulgada pelo hotel Jacks Pet Resort, em que afirmava que o estabelecimento não hospedava coelhos e só foi aceito a hospedagem de Nicinha em virtude da amizade entre uma das sócias e a tutora. Em uma publicação no Instagram, nesta terça-feira (30), a tutora mostrou prints da conversa em que ela e a recepção do hotel acertava a hospedagem dos pets.

A passagem da nota diz: "Embora a empresa não hospede coelhos, o animal foi recepcionado em virtude da amizade entre uma de nossas sócias e a Sra. Thais Borges Mascarenhas, tendo a mesma insistido que seria apenas colocar comida e água, uma vez que faria uma viagem e não teria com quem deixar o animal". Já, em publicação na rede social, a tutora reage: "Amizade? Insistência? Essas foram minhas conversas com a recepcionista do Jacks Pet Resort, com quem tratei da outra vez". E finaliza: "Decidi postar esses prints para esclarecer alguns pontos da nota que foi divulgada pela sócia da empresa".

Veja publicação:

Caso Maylon

Após vir à tona o caso de Nicinha, internautas relembraram do caso Maylon, cachorro que morreu enquanto estava no hotel, que, na ocasião, ainda se chamava Smart Pet Resort. Em stories, no Instagram, o perfil do cachorro Marley, que soma cerca de 16 mil seguidores, disparou: "Inadmissível, inaceitável a irresponsabilidade dessa empresa". Após desabafo, o perfil usou a hastag "Justiça por Maylon".

Vale lembrar que, no período do ocorrido, o estabelecimento se pronunciou sobre o assunto. 

Acompanhe o BNews PET também no Instagram.

Classificação Indicativa: Livre