Coronavírus

Rosemberg rebate deputada bolsonarista após Rui anunciar restrições a não vacinados

Arquivo/BNews

Líder do Governo na Alba afirma que governador está certo em adotar medidas restritivas para pessoas que não querem se vacinar contra a Covid-19

Publicado em 13/08/2021, às 16h33    Arquivo/BNews    Redação BNews

O líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado Rosemberg Pinto (PT), rebateu as declarações da deputada estadual Talita Oliveira (PSL), que ameaçou processar o governador Rui Costa (PT) caso o Estado adote medidas restritivas para pessoas não vacinadas contra a Covid-19.

Com a decisão, pessoas não vacinadas poderão ficar impedidas de acessar espaços públicos, ocupar cargos na administração pública e de participar de concursos públicos. A gestão baiana estuda também restringir o desembarque de pessoas no estado, seja por via aérea, terrestre ou marítima, que não estejam vacinadas contra a Covid-19.

"Se tem alguém que sabe que a população é livre é o governador Rui Costa. É da sua formação, da formação do PT, que cultua a liberdade de expressão, de gênero, ou seja, a de ir e vir. Acontece que estamos em uma pandemia e o único remédio para isso é a vacina", defendeu o líder governista. 

Para Rosemberg, quem não quiser tomar a vacina contra a covid-19 não é obrigado, mas também não pode estar no convívio com as outras pessoas. "Aí não é liberdade, mas irresponsabilidade com as pessoas que estão ao redor", defendeu. 

O parlamentar petista disse ainda que o governador está correto em tomar medidas restritivas. "Se o servidor da Saúde já passou do período de vacinação e, por uma decisão pessoal, não quis se vacinar, ele não pode expor as outras pessoas, sob pena de estar cometendo um crime por fazer exposição ao risco de morte de outras pessoas", condenou.

Segundo Rui, também será exigida a vacinação da segunda dose para ter acesso aos estádios - assim como para reuniões com grandes índices de aglomeração. "Quem não se vacinar, não poderá trabalhar em ambiente público", ressaltou o governador, na live. As medidas deverão ser anunciadas na semana que vem.

Leia também: 

Governo da Bahia vai tornar obrigatória vacinação de funcionários públicos e torcedores de estádios

Rui Costa diz que é prematuro anunciar festas de Réveillon e sugere que consumidores acionem Procon

Prefeitura de São Paulo vai punir servidor que não se vacinar contra Covid-19

Classificação Indicativa: Livre