Coronavírus

Bruno Reis diz que 'pode abrir mão' de exigência para vacinação de crianças de 5 a 11 anos: "só traz mais dificuldades"

Vagner Souza/BNews

A vacinação de crianças, segundo o gestor municipal, deve começar ainda nesta sexta-feira (14)

Publicado em 14/01/2022, às 10h13    Vagner Souza/BNews    Diego Vieira e Nilson Marinho

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), criticou as exigências do Ministério da Saúde para vacinação contra covid-19 de crianças de 5 a 11 anos. Além de uma autorização por escrito dos pais ou responsáveis, a pasta recomenda ainda que as crianças esperem por 20 minutos após a aplicação do imunizante para saber se terão alguma reação adversa.

Segundo o gestor municipal, muito provavelmente, a segunda recomendação não será cumprida caso haja aglomeração nos pontos de vacinação.

Se tiver risco de aglomeração. Se tiver grandes filas, eu vou abrir mão dessa exigência. Pode vir Ministério da Saúde ou quem for adotar as providências que acharem cabíveis, mas é irrazoável, até porque não sou especialista na área da saúde, mas uma criança ter uma reação adversa em 20 minutos é muito difícil. Pode ter depois, mas aí teria todo um sistema que já está disponível hoje para pessoas de outras idades que tiveram reações.

Para o prefeito, as exigências só dificultam a estratégia de vacinação. "Não há necessidade de declaração e de precisar aguardar 20 minutos. Tudo isso só traz mais dificuldades para um processo onde estamos vacinando hoje 1ª, 2ª e 3ª doses para pessoas acima de 12 anos, vacinando contra gripe e com mais de 2 mil trabalhadores afastados por causa da covid", explica.

Matérias relacionadas:

A imunização infantil, segundo o gestor municipal, deve começar ainda nesta sexta-feira (14) para crianças com deficiência. Já no sábado (15), a estratégia será aberta para todas as crianças que tenham 11 anos de idade.

"A expectiva é que cheguem mais vacinas no dia 16. Pode ser que a Anvisa libere a utilização da Coronavac e se isso ocorrer nós temos nos nossos estoques uma quantidade de vacina que daria para imunizar, pelo menos, uma idade por dia e até o fim da semana que vem ou início da próxima a gente já estaria chegando nas crianças de 5 anos de idade", afirma.

Atraso na entrega

Pela terceira vez, em menos de 24h, o Ministério da Saúde reprogramou a entrega das vacinas contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos na Bahia. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), a nova previsão é que os imunizantes desembarquem às 14h40 no aeroporto de Salvador.

A previsão inicial era que as doses chegassem no início da madrugada, no entanto, foi modificada para às 8h20 e agora novamente reprogramada.

A Sesab salienta que o atraso prejudica o planejamento de estados e municípios na distribuição dos imunizantes.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre