Eleições / Eleições 2022

'A população vive angustiada, o desmando superou qualquer limite', diz Roma após assassinatos de policiais

Foto: Reprodução / YouTube / Rádio Metrópole

João Roma comentou o assassinato de três policiais baianos durante o final de semana

Publicado em 09/05/2022, às 09h01 - Atualizado às 09h04    Foto: Reprodução / YouTube / Rádio Metrópole    Vinícius Dias

Pré-candidato bolsonarista ao governo do estado da Bahia, o deputado federal João Roma (PL) comentou os três assassinatos de policiais militares que aconteceram em Salvador durante o último final de semana. Roma teceu críticas diretas ao governador Rui Costa (PT) e citou até o que classificou como um melhor exemplo do próprio PT no Nordeste para lidar com a criminalidade urbana ao elogiar o governo do Ceará. Por lá, Camilo Santana (PT) chefiou o executivo até o mês passado, se afastando para concorrer ao Senado.

"Segurança pública inicialmente é um assunto do estado Brasileiro mas é de fato deprimente, pra não dizer que estamos usando partidarismo, como o estado do ceará que é governado pelo PT, consegue dar respostas mais eficazes que o governo do estado da Bahia. A população vive angustiada, o desmando superou qualquer limite", declarou João Roma na manhã desta sexta-feira (9), em entrevista à rádio Metrópole FM.

LEIA MAISPM é assassinado por homens armados em Águas Claras

João Roma classificou que o governo baiano trabalha com 'freio de mão puxado na segurança' e também mencionou o caso noticiado pelo BNews após a morte de dois policiais da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (Cipm) em que bandidos comemoram a morte dos agentes de segurança na região de Cajazeiras. Até o momento, ninguém foi preso pelos crimes.

"Infelizmente, três policiais morreram. Isso é comemorado por grupos criminosos e não vemos uma ação eficaz do poder público estadual. Até o estado do Ceará, que é governado pelo PT, tem índices melhores e ações mais eficazes contra a violência. Percebemos aqui o freio de mão puxado para resolver esses problemas. Chegamos no limite e precisamos de um clamor para resolver a segurança pública no estado da Bahia", disse Roma.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre