Eleições / Eleições 2022

Pré-candidato do PSOL sobe o tom contra ACM Neto e chama ex-prefeito de "oligarca baiano”

Arquivo/BNews

Kleber Rosa defende que a Bahia precisa de um governo "que tenha como prioridade a inclusão social"

Publicado em 11/05/2022, às 15h32    Arquivo/BNews    Redação BNews

Pré-candidato ao Governo do Estado, Kleber Rosa (PSOL) subiu o tom contra o também postulante ao Palácio de Ondina, ACM Neto (UB), nesta quarta-feira (11), alegando que o ex-prefeito de Salvador não representa as demandas populares e as necessidades da população mais carente do estado.

Kleber classificou Neto como "representante da oligarquia baiana" e afirmou que o adversário foi contra as cotas raciais nas universidades brasileiras, além de ter sido "a favor das reformas de Bolsonaro".

Leia também:

"O povo da Bahia não vai votar em quem é contra o trabalhador, em quem é contra os mais pobres. A população mais pobre não é prioridade na gestão de ACM Neto. Salvador, quando chove, inúmeras famílias ficam desabrigadas, presenciamos cenas lamentáveis", alfinetou Kleber, durante entrevista à Band News FM.

Kleber disse ainda que a Bahia precisa de um governo que tenha como prioridade a inclusão social. O psolista pontuou que, durante a campanha, irá apresentar um Programa de Governo que vai dialogar com as necessidades reais da população mais carente do estado.

“Temos na Bahia a predominância de uma política de grandes obras. Mas, por outro lado, vemos pessoas passando fome. Não temos uma política séria de habitação. Eu sei o que é utilizar todos os dias o transporte público. Eu conheço a aflição de uma pessoa quando não tem casa própria para morar. Morei ao longo de 30 anos em casa de aluguel com minha mãe, meu pai e meus irmãos", disse.

"Nossa população está passando fome. Nossa prioridade será realizar um trabalho que tenha como foco as demandas populares e o trabalho de inclusão social dos setores mais desassistidos do nosso estado", completou. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão. 

Classificação Indicativa: Livre