Entretenimento

Ex de Whindersson Nunes se pronuncia sobre “calote” em faculdade; assista

Reprodução/Instagram

Maria Lina afirmou que tudo não passou de um mal entendido

Publicado em 24/06/2022, às 10h47    Reprodução/Instagram    Redação Bnews

Acusada de dar “calote” em uma universidade, Maria Lina se pronunciou sobre a suposta dívida. A influenciadora alegou que tudo não passou de um mal entendido e que até ligou para resolver com a instituição, informando que a dívida foi quitada há dois anos, quando concluiu o curso.

“É importante desmentir, falar a verdade. Nunca foi segredo nenhum que realmente sempre devi muito a faculdade. Não tenho nada contra quem deve por bolsa, sapato ou bolsa, mas eu nunca devi isso, sempre devi faculdade para estudar, para dar uma vida melhor para mim e para minha família”, afirmou.

Leia também:
• Pré-candidata a deputada federal, influencer defende aumento peniano no SUS; entenda
• Apontada como affair de Neymar, médica desabafa sobre boatos de traição
• Felipe Neto expõe sertanejos que não gostam dele; confira os nomes

“Queria ter um emprego melhor para quando tivesse um filho. Sempre pensei no futuro. Não tinha dinheiro, tentava bolsa, conseguia um pouco, conseguia financiamento, fazia dívida, renegociava... e as minhas dívidas de faculdade foram absolutamente todas pagas em 2020, não sobrou um centavo para eu pagar”, completou.

Segundo a colunista Fábia Oliveira, do portal Em Off, a ex-namorada de Whindersson Nunes teria sido processada pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB), instituição em que ingressou em 2017 no curso de engenharia civil, por uma dívida de R$ 6.400, que atualmente ultrapassa R$ 13 mil.

“A notícia não era que eu tinha uma dívida com a faculdade. A notícia era que eu dei um calote e estava sendo processada porque não paguei a dívida. Me chamaram de caloteira, como se eu tivesse vivendo uma vida muito melhor do que vivia antes e não tivesse pago a minha dívida”, disse.

A influenciadora explicou que acionou seus advogados, fazendo com que a universidade removesse a ação judicial. “Removeram a ação contra mim, que era uma ação indevida. Tudo certo e resolvido com a FURB. Fizeram uma nota esclarecendo a situação”, finalizou.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre