BNews Pet

Agulhas mágicas: Conheça os benefícios da acupuntura veterinária para pets

[Agulhas mágicas: Conheça os benefícios da acupuntura veterinária para pets]
24 de Maio de 2021 às 08:33 Por: Ilustrativa / Reprodução / Pinterest Por: Adelia Felix

Não são apenas os humanos que podem se beneficiar com terapias diferenciadas, como a acupuntura. Segundo a médica-veterinária Fernanda Marques, que atua na área da medicina veterinária integrativa, a técnica milenar chinesa para a cura e manutenção da saúde também pode ser usada em cães, gatos e pets exóticos (aves, coelhos e etc).

De acordo com a especialista, a acupuntura é utilizada há bastante tempo na medicina veterinária e com muito sucesso em diversos tratamentos. Ela pode ser usada em animais submetidos a quimioterapia, em reabilitação pós-operatória e para tratar distúrbios psicológicos, ansiedade, hiperatividade e depressão.

“As indicações são inúmeras, regulação hormonal, imunomodulação, dores agudas e crônicas, processos genitos-urinários, distúrbios gástricos, alterações comportamentais, alterações neurológicas, reabilitações, traumas, distúrbio cognitivo, alterações oftalmológicas, problemas respiratórios e hepáticos. São diversas as aplicabilidades da acupuntura na veterinária, não só para cães e gatos, como para as demais espécies”, reforça.

Leia também
Cobra de estimação: Entenda as particularidades que a criação desse animal exótico exige
Especialista explica por que gatos gostam tanto de caixas de papelão
Entenda por que não devemos aparar os bigodes dos cães e gatos

Para nossos amigos de quatro patas com algum tipo de paralisia, a acupuntura é uma chance para recuperar os movimentos, fazendo até mesmo com que os bichinhos voltem a andar. Com a terapia, a neuroatividade é estimulada através da inserção de agulhas em acupontos estratégicos. Pois, nesses casos é muito comum que o animal acumule bastante energia em pontos específicos.

“Utilizamos muito para reabilitação desses animais. O tempo de tratamento irá variar bastante de acordo com a causa da patologia, tempo de enfermidade e de início do tratamento, frequência das sessões, comprometimento do tutor. Alguns respondem com poucas sessões e outros necessitam de um tempo maior. Não temos como dar precisão. Costumo utilizar a acupuntura nestes quadros associado ao trabalho de colegas fisiatras”, detalha.

Para um tratamento eficaz, o ambiente das sessões precisa ser tranquilo e agradável, com luz baixa e música para acalmar, podendo até mesmo ser associada a outras técnicas. “Tentamos oferecer o máximo de conforto aos pacientes, incluindo a música para o relaxamento, a luz mais baixa ou apagada, tapete. Também costumo associar as minhas sessões a cromoterapia, reiki e aromaterapia. Como as sessões são realizadas também em residências e outras clínicas, não só em meu consultório, nem sempre é possível usar todos os recursos, mas o conforto deste paciente é sempre priorizado”, explica.

Nos animais, a média de duração da sessão é mais curta. Dependendo da necessidade e aceitação do paciente, segundo Fernanda, a terapia dura em média entre 10 a 30 minutos. A especialista explica também que o número de sessões varia de acordo com a demanda clínica do pet e a resposta de seu organismo ao tratamento. Geralmente, são feitos pacotes com 5 a 10 sessões, com valores em média de R$100 a R$150.

É importante lembrar as sessões devem ser realizadas por um profissional capacitado, com grande domínio da espécie a ser tratada. O uso de medicamentos anteriormente prescritos por um veterinário, só podem ser suspensos após avaliação profissional. Somente desta forma, é possível alcançar reabilitação animal completa e sem recaídas

Serviço
Fernanda Marques, medica-veterinária integrativa. Atua com abordagem sistêmica, ozonioterapia, reiki, florais e prescrição canabica.
Instagram: @fernandamarquesveterinaria

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar