Polícia

Mãe e padrasto são suspeitos de estuprar e matar menina de 1 ano

Reprodução/TV TEM

Boletim de ocorrência aponta que a menina deu entrada no hospital com dilaceração do ânus

Publicado em 18/02/2022, às 21h04    Reprodução/TV TEM    Redação BNews

Uma menina de 1 ano foi estuprada e morta no município Penápolis, interior de São Paulo. De acordo com a polícia, a vítima deu entrada em um pronto-socorro da cidade na tarde da última segunda-feira (14), acompanhada da mãe e do padrasto, os principais suspeitos do crime. Um boletim de ocorrência aponta que a bebê chegou à unidade de saúde com diversas marcas roxas espalhadas pelo corpo, dilaceração no ânus e sinais de violência sexual.

Leia mais:
Mãe descobre que filha de 9 anos foi estuprada em abrigo por adolescente

Ainda segundo o registro da ocorrência, a menina apresentava rigidez cadavérica, o que aponta que a criança já estava morta há algum tempo. Os sinais de violência e do estado do corpo foram identificados pela médica responsável por receber a bebê no pronto-socorro.

Sem acreditar na versão contada pela mãe da menina, a profissional de saúde acionou a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência. Ainda segundo a polícia, ao serem questionados sobre o ocorrido com a criança, o homem e a mulher afirmaram ter colocado a bebê para dormir na noite de domingo (13) e somente no dia seguinte, perceberam que a criança estava morta.

Depois de conversar com o casal, um dos policiais acionados para a ocorrência entrou em contato com o Conselho Tutelar do município, e teve acesso à informação de que já havia diversas denúncias de maus-tratos envolvendo a vítima.

O corpo da criança deve passar por exames periciais. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Penápolis.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre