Política

'Está no direito de se equivocar', diz Eduardo Leite após FHC declarar apoio a João Doria

Reprodução/redes sociais

Governadores do Rio Grande do Sul e São Paulo vão disputar as prévias do PSDB para a eleição presidencial de 2022

Publicado em 18/08/2021, às 18h08    Reprodução/redes sociais    Redação BNews

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, se pronunciou após o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declarar apoio a João Doria nas prévias do PSDB para a eleição presidencial de 2022.

Em entrevista ao jornal O Globo, o político gaúcho, que também é pré-candidato à Presidência da República, afirmou que FHC "está no direito de se equivocar".

Leia também: "Não sobreponho projeto pessoal ao interesse do país", diz Eduardo Leite ao se diferenciar de Doria

“O presidente Fernando Henrique é muito bom, mas não é infalível. Já havia se equivocado ao declarar voto em Lula. Tem o seu voto igual como qualquer militante do PSDB e está no seu direito de escolher o seu candidato e de se equivocar quantas vezes quiser", declarou.

As prévias tucanas estão previstas para 21 de novembro. Além de Doria e Leite, devem participar da disputa o senador Tasso Jeireissati (CE) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

Matérias relacionadas:

FHC declara voto em Doria à Presidência depois de mal-estar no PSDB provocado por encontro com Lula

Eduardo Leite vem a Salvador preparar terreno contra Doria

Após jantar, ACM Neto faz aceno a Eduardo Leite que visita a Bahia em busca apoio para corrida presidencial

Eduardo Leite crava que quer ACM Neto como cabo eleitoral em 2022

Presidente do PSDB em Salvador defende Eduardo Leite como candidato do partido à presidência

Classificação Indicativa: Livre