Política

Câmara abre procedimento contra Luís Miranda; Omar Aziz critica

Divulgação

Relatório preliminar será submetido ao Conselho de Ética

Publicado em 22/09/2021, às 16h48    Divulgação    Redação BNews

O deputado federal Gilberto Abramo (Republicanos-MG) defendeu, nesta quarta-feira (22), a continuidade da representação no colegiado contra o  deputado Luís Miranda (DEM-DF) por declarações dadas sobre o escândalo de fraudes na compra da Covaxin. Ele é relator no Conselho de Ética da Câmara de processo ao qual responde o deputado.

A representação foi apresentada em julho pelo PTB e pede a perda do seu mandato. No documento, assinado pelo presidente nacional petebista Roberto Jefferson, aliado do presidente Jair Bolsonaro, o partido diz que as acusações feitas pelo deputado à imprensa e à CPI da Covid  tinham como objetivo prejudicar a imagem e imputar crime ao presidente da República e ao então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

O relatório preliminar será submetido ao Conselho de Ética, que vai decidir pelo prosseguimento ou não do processo. A decisão foi criticada pelo presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). "Espera pelo menos a CPI, espera o presidente desmentir o deputado", criticou o parlamentar.

Luís Miranda, por sua vez, alega que está sofrendo perseguição política do Palácio do Planalto.

Leia também:

Senadores pretendem reconvocar ministro da Saúde e relator deve esticar prazo da CPI da Pandemia

Médico que denunciou 'kit Covid' diz ter sido ameaçado por diretor da Prevent Senior 

CPI da Covid: Diretor da Prevent Senior acusa ex-médicos de manipular dados

Depoimentos do ministro da CGU e do representante da Prevent Senior movimentam CPI nesta semana 

Classificação Indicativa: Livre