Política

De saída da base do governo, Marcelo Nilo descarta apoio a João Roma

Deputado estadual Marcelo Nilo tem se aproximado do grupo de ACM Neto e negocia vaga para disputar o Senado - Agência Câmara

Deputado estadual Marcelo Nilo tem se aproximado do grupo de ACM Neto e negocia vaga para disputar o Senado

Publicado em 08/02/2022, às 12h19    Deputado estadual Marcelo Nilo tem se aproximado do grupo de ACM Neto e negocia vaga para disputar o Senado - Agência Câmara    Léo Sousa e Luiz Felipe Fernandez

De malas prontas para deixar o PSB e a base do governo Rui Costa (PT) na Bahia, o deputado federal Marcelo Nilo garante que mesmo se ficar sem um convite do ex-prefeito ACM Neto para integrar oficialmente o seu grupo, não irá apoiar a candidatura de João Roma (Republicanos) ao Governo da Bahia.


"Chance zero de eu apoiar João Roma para o governo, chance zero. Teno relações pessoais com ele, acho que foi um bom deputado, mas não estou acompanhando ele como ministro, não tenho relação política. É uma pessoa que respeito, mas nenhuma possibilidade", disse Nilo em entrevista ao BNews Agora, transmitido nesta segunda-feira (7).


Recentemente, Nilo tem se aproximado do grupo de ACM Neto (DEM), futuro secretário-geral do União Brasil, em um acordo que pode garantir a ele a possibilidade de concorrer ao Senado pela chapa.


O parlamentar defende que está na hora da Bahia trocar o comando que tem sido há 16 anos do PT, mas que o partido "já cumpriu o seu ciclo".


Durante a entrevista, Nilo disparou ainda contra o deputado estadual Alex Lima (PSB) e o acusou de mentir sobre a justificativa para desistir de tentar a reeleição e o associou ao miliciano Adriano da Nóbrega. 


Lima diz que foi diagnosticado com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) e teve depressão após a morte do pai. Ele reagiu às declarações de Nilo e o chamou de "neocarlista".

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre