Política

Juscelino Filho acredita em interferência de Flávio Dino em indiciamento da PF

Reprodução / Facebook
O ministro das Comunicações acredita que o ex-ministro da Justiça, que seu adversário político no Maranhão, tenha sido o responsável pela investida contra ele  |   Bnews - Divulgação Reprodução / Facebook

Publicado em 17/06/2024, às 12h49   Cadastrado por Daniel Serrano



O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, acredita que a investigação que o indiciou por suspeita de desvio de desviar dinheiro dos cofres públicos tenha sido causado por um ex-colega de governo Lula. A informação é da “Veja”.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

De acordo com a publicação, o Juscelino acredita que o então ministro da Justiça Flávio Dino, adversário político de Juscelino no Maranhão, tenha sido o responsável pela investida da Polícia Federal contra ele. A PF é subordinada ao Ministério da Justiça.

Diante das suspeitas de estar sendo alvo do seu colega de Esplanada dos Ministérios, Juscelino acreditava a ida de Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal (STF) pudesse fazer com que as investigações contra ele pudessem esfriar, o que acabou não acontecendo.

Na última quarta-feira (12), o PF indiciou o ministro pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, falsidade ideológica e organização criminosa. Além disso, o relatório final sobre o caso foi enviado ao STF, que dará sequência ao processo e terá Flávio Dino como relator.

Ainda segundo a Veja, Juscelino Filho e seus aliados no União Brasil tinham a expectativa de que Flávio Dino se declarasse impedido de ser o relator do caso, por ter sido seu colega de governo Lula, o que poderia comprometer a imparcialidade. Porém, Dino tem dado sinais de que não pretende e deve assumir a análise do inquérito.  

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp