Política

Major Denice diz que machismo é ‘mácula social’ que desafia políticas contra o feminicídio

Dinaldo Silva/BNews

Major Denice Santiago disse que enfrentamento de casos de feminicídio na Bahia passa por políticas públicas que possam ‘combater’ o machismo

Publicado em 16/06/2022, às 13h15    Dinaldo Silva/BNews    Thiago Conceição

A Major Denice Santiago, que disputou a prefeita de Salvador em 2020, disse que o enfrentamento de casos de feminicídio na Bahia passa pela aplicação de políticas públicas que possam ‘combater’ o machismo nas relações sociais.

O total de 32 mulheres foram vítimas de feminicídio em todo o estado da Bahia, do começo do ano até o final do último mês, segundo dados da Secretária de Segurança Pública da Bahia (SSP). O número revela que a cada quatro dias uma mulher perde a vida por causa deste tipo de crime.

“A gente tem um machismo que é uma mácula social gravíssima. E precisamos fazer uma revolução através do combate e da rede de prevenção, com ações e políticas públicas que promovam uma ressignificação necessária e consolidem as leias de proteção a mulher”, disse Major Denice.

Leia Mais:

Jerônimo Rodrigues faz ofensiva a prefeitos na região onde nasceu

Contador ligado a Lula é suspeito de lavar R$ 16 milhões em loteria com PCC

Câmara conclui votação e projeto que limita ICMS vai a sanção de Bolsonaro

Ainda segundo a Major Denice, a mudança passa pelo aprimoramento das redes de proteção e conscientização da população sobre a existência de um machismo estrutural. “Só assim será possível ter uma redução séria e verdadeira da violência contra as mulheres”, acrescentou.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre