Política

Milton Ribeiro será transferido para Brasília, determina Justiça

Alan Santos/PR

Defesa do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, tentava fazer com que ele permanecesse preso em Santos/SP

Publicado em 22/06/2022, às 15h30    Alan Santos/PR    Redação BNews

A Justiça em São Paulo determinou que o ex-ministro da Defesa, Milton Ribeiro, preso na manhã desta quarta-feira (22), em Santos/SP, fosse levado para Brasília, onde vai participar de uma audiência de custódia na tarde de quinta-feira (23).

A decisão, tomada pelo juiz Renato Borelli, foi contrária ao pedido feito pela defesa do pastor, que queria a manutenção da prisão de Milton Ribeiro na cidade do litoral paulista, e de onde participaria, por vídeo, da audiência de custódia.

Leia também:

De acordo com o Metrópoles, a negativa foi informada pelo magistrado durante despacho com o advogado de Ribeiro, Daniel Bialski, no início da tarde de hoje.

Responsável pelo mandado de prisão expedido contra Ribeiro, Renato Borelli já proferiu decisões contra até mesmo o presidente Jair Bolsonaro (PL).

De acordo com a Folha, o magistrado concedeu, em junho de 2020, uma liminar que obrigava liberal a usar máscaras em locais públicos de Brasília, sob pena de multa diária de R$ 2 mil.

À época, a determinação do juiz atendeu a uma ação civil pública movida por um advogado de Brasília.

Naquela altura, auge da pandemia no país, o uso de máscaras era obrigatório na cidade, mas Bolsonaro se recusava a usar o equipamento de proteção.

Após a prisão do ministro, Bolsoanro reagiu em entrevista à rádio Itatiaia de Minas Gerais, afirmando que "ele que responda pelos atos dele" e que "se a PF prendeu, tem um motivo".

No entanto, dias antes de Milton pedir exoneração da pasta, Bolsonaro havia dito que colocava a ‘cara no fogo’ pela honestidade do então ministro.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre