Política

Muniz fala sobre recomendação do MP para suspensão das Lei das Sacolas

Dinaldo Silva / BNews
Decisão do Ministério Público ocorre após o ex-prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, solicitar a derrubada da legislação  |   Bnews - Divulgação Dinaldo Silva / BNews
Daniel Serrano

por Daniel Serrano

[email protected]

Publicado em 11/06/2024, às 10h38



O presidente da Câmara Municipal de Salvador (CMS), o vereador Carlos Muniz (PSDB), comentou nesta terça-feira (11) sobre a recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para que a Associação Baiana de Supermercados (Abase) suspenda imediatamente a cobrança por sacolas nos supermercados e estabelecimentos varejistas de Salvador, lei de autoria do vereador tucano.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp 

A informação havia sido divulgada pelo ex-prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PL), na última quinta-feira (06). A decisão foi tomada após o ex-gestor municipal protocalar uma ação para derrubar a lei aprovada pela CMS em maio deste ano.

Ao BNews, Muniz revelou que ainda não recebeu a recomendação do MP para que a lei fosse suspensa e que a Câmara deverá votar ainda nesta terça-feira (11) um novo projeto para garantir a distribuição gratuita de sacolas plásticas.

“Até o momento não recebi nenhuma recomendação nesse sentido. Iremos votar hoje um novo projeto que irá regulamentar a distribuição gratuita. Na semana passada já tínhamos anunciado a data da votação”, disse Muniz.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp