Política

Solla acusa "jogo sujo" em disparo de mensagem que põe Otto como candidato ao governo

Deputado federal e ex-secretário de Saúde da Bahia, Jorge Solla - Arquivo/BNews

O próprio Otto Alencar se disse vítima de golpistas que utilizaram sua foto no contato que enviou a "fake news"

Publicado em 16/02/2022, às 10h57    Deputado federal e ex-secretário de Saúde da Bahia, Jorge Solla - Arquivo/BNews    Redação BNews

O deputado federal Jorge Solla (PT) classificou como "jogo sujo" o disparo em massa de uma mensagem na noite desta terça-feira (15),  que dizia que o PT havia decidido pela candidatura do senador Otto Alencar ao Governo da Bahia, preterindo o atual pré-candidato Jaques Wagner (PT).

O próprio Otto emitiu uma nota e compartilhou nas redes sociais se dizendo "vítima" de golpistas, já que sua foto foi utilizada pelo contato que disparou a "fake news" para jornalistas e políticos.

Secretário de Saúde na gestão de Wagner, Jorge Solla ainda reiterou a candidatura do ex-governador que "aglutina toda a base". Ele disse que as conversas fazem parte do processo político e democrático, mas que até agora não existe nada novo em relação à composição de chapa na Bahia.

Nesta terça-feira (15), Jaques Wagner se reuniu com o governador Rui Costa (PT) e o ex-presidente Lula, em Brasília. O encontro teria sido provocado pelo próprio Rui, que manifestou o seu desejo em sair candidato ao Senado.

Neste cenário, Wagner teria que ceder a cabeça de chapa para Otto Alencar, em um possível acordo que envolveria o apoio do PSD a Lula já no primeiro turno, e permaneceria mais quatro anos com o mandato de senador. Com Rui saindo para a campanha, João Leão assumiria o Palácio de Ondina por 9 meses.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre