Salvador

Prefeito de Salvador diz que retorno às aulas é seguro após queixa da APLB

Igor Santos/Secom

APLB diz que não foi comunicada sobre a volta das aulas presenciais

Publicado em 27/09/2021, às 10h04    Igor Santos/Secom    Redação Bnews

As aulas presenciais nas escolas municipais de Salvador foram retomadas nesta segunda-feira (27) depois de serem suspensas em março de 2020. O Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB), no entanto, afirma que não foi consultado sobre o retorno das atividades nesse formato de ensino. O prefeito Bruno Reis (DEM) disse, durante coletiva na manhã de hoje, que a decisão cabe exclusivamente à gestão, e que a prefeitura mantém diálogo com a categoria. 

“Todos sabem a minha postura com a APLB desde o início, de diálogo e entendimento, em nenhum momento eu ameacei cortar ponto e salário. Entendi o tempo deles [professores] de só retornar após a segunda dose e com o prazo de imunização. Fizemos um acordo de retomada das aulas, mas, agora, mudar de presencial para semipresencial é uma decisão administrativa, que cabe à gestão, até porque os professores estão todos nas escolas. Nós temos a segurança necessária para isso [...]”, comentou. 

A APLB deve realizar uma reunião ainda nesta segunda para debater a mudança do ensino híbrido para o presencial. Salvador conta com 400 escolas municipais e 151 mil estudantes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental.

Matérias relacionadas:

Menino segue conselho e sai de máscara em foto escolar: “Sempre ouço minha mãe”

Salvador tem 139 mil pessoas com 2ª dose da vacina contra a Covid-19 atrasada

Cidade baiana suspende aulas presenciais e adota decretos restritivos após morte de menina de 6 anos

Classificação Indicativa: Livre