BNews Pet

Xiii, o Cãolunista está doente!! Saiba tudo sobre a babesia, conhecida como doença do carrapato

Arquivo Pessoal

Confira dicas sobre o diagnóstico e o tratamento da doença

Publicado em 27/08/2021, às 05h55    Arquivo Pessoal    Oreo, o Cãolunista

Gentchyyyy, voltei! Trouxe novidades ruins e boas (como tudo na vida, né?!). Lembram que na semana passada eu falei que estava doente, com sangue nas fezes, e que meus humanos já tinham gastado um bocado de dinheiro com váááááários exames meus? Pois. Descobriram que eu estou reagente para a babesia, que é a famosa (e perigosa) doença do carrapato.

Mas, calma, leitores, está tudo sob controle, porque o meu exame deu IgG reagente, ou seja, os meus anticorpos são remanescentes de uma infecção precedente, o que não significa que a doença esteja ativa em meu organismo. No entanto, todo esse descontrole intestinal dos últimos dias pode ser resultado de uma infecção causada pela picada de um carrapato malvado.

Por isso, eu vou falar brevemente aqui sobre tudo o que eu aprendi nesta semana sobre a doença do carrapato. Assim, espero ajudar vocês, tutores, a prevenirem esse mal estar nos seus pets, até porque, a babesia pode levar um animal à morte, hein!?

O que é a doença do carrapato?

Olha, gente, eu conversei com muitos veterinários da clínica onde fui atendido de emergência e depois em outras duas consultas, e eles me contaram que a doença do carrapato é, na verdade, o nome comum de duas doenças transmitidas pelo carrapato. A primeira delas é a erliquiose, que ocorre quando a bactéria Erhliquia canis entra na corrente sanguínea do pet. A segunda, a babesiose, é causada pelo protozoário Babesia canis.

Eu tenho um resultado de exame de erliquiose para buscar no sábado, dia da minha última consulta (eu espero...e meus humanos também $$$). Rezem por Oreo, porque eu preciso voltar a comer os meus petiscos. Não aguento mais essa dieta horrível que me permite comer só uma vez ao dia…e uma ração especial para cães com problemas gastrointestinais. Socorroooo!

Meus amigos veterinários me explicaram que as duas doenças acontecem de maneira muito parecida: os agentes atacam as células de defesa do corpo e invadem órgãos importantes, como pulmão, rins e fígado. Se o carrapato estiver contaminado, o cão pode ter problemas e até morrer.

Prestem atenção!! Se vocês encontrarem um carrapato em seu amigo peludo, devem ficar de olho! Quando eu era beeeem pequeno e comecei a passear na rua, tive um surto de carrapato e foi provavelmente nessa época que um infeliz infectado me picou. Mas, comecei a tomar um remédio mensalmente com gostinho de carne e fiquei livre desses bichinhos que machucam e nos fazem tão mal.

Sintomas

A doença do carrapato tem alguns sintomas característicos que ajudam vocês, tutores, a identificarem por meio do comportamento do seu cão:

  • Petéquias (pontinhos vermelhos em locais como abdômen, gengiva e olhos);
  • Hematomas;
  • Sangramento nasal, pela urina ou pelas fezes;
  • Apatia;
  • Perda de peso;
  • Febre.

Aqui, é muito importante se atentar, porque os sintomas podem evoluir a depender do estágio da doença. No estágio crônico, por exemplo, o cachorro pode ter: febre, anorexia, artrite e convulsões.

Tratamento

A última dica que eu vou dar tem a ver com o tratamento. Eu ainda não iniciei, mas já fui alertado que vou começar a cuidar dessa doença já neste sábado. É importante, antes de tudo, que você, tutor, submeta seu cão a um hemograma, além da sorologia específica para o diagnóstico da doença do carrapato. Eu fiz e a doutora FUROU O MEU BRAÇOOOOO!!

Depois do diagnóstico, o tratamento é feito com antibióticos e outros medicamentos que combatem o agente causador da doença. Todo o processo pode durar de 15 a 30 dias. Já os casos mais graves podem necessitar de uma transfusão de sangue e outros cuidados para ajudar o pet a se recuperar.

Uma vez livre da doença, não esqueça, humano, você precisa sempre manter seu cão prevenido e protegido dos carrapatos. A dica do Cãolunista é evitar áreas onde há a presença desses ectoparasitas, além de SEMPRE fazer uso de produtos contra pulgas e carrapatos no pet.

Todo mundo entendeu?? Pois eu vou indo, porque preciso descansar e me preparar. Amanhã eu tenho aula beeeeem cedo e depois vou na clínica para mais uma consulta!! Eu volto na semana que vem e espero trazer a notícia de que estou 100% e curado de tudo isso!! Fui!!

Relacionadas:
Fezes com sangue? Cãolunista afirma: “Há algo errado com o seu pet”
Conheça os sintomas da temida doença do carrapato que pode levar pets à morte
Cãolunista explica qual tipo de osso é bom para cachorro e faz alerta aos tutores
Filho de merle, sim! Cãolunista homenageia o pai e explica o que é ser merle
Cãolunista: Você sabe qual a melhor coleira para seu pet?
Cãolunista esclarece os mitos sobre a castração em cães e gatos
Esfriou!! Cãolunista ensina aos tutores o que fazer para proteger os pets do frio
Cãolunista Fashion Week: Veja as principais tendências da moda pet para 2021

Classificação Indicativa: Livre