Economia & Mercado

Golpes virtuais: Saiba como identificar se uma empresa de crédito é segura

Divulgação
Especialista dá dicas para evitar que consumidores caiam em golpes na hora de pedir empréstimo  |   Bnews - Divulgação Divulgação
Verônica Macedo

por Verônica Macedo

[email protected]

Publicado em 24/04/2024, às 10h00



Empresas que oferecem transações 100% digitais são cada vez mais comuns no mercado. A tecnologia simplifica, e muito, os processos: o que antes era burocrático e demorado, hoje é acessível e rápido – em poucos minutos é possível solicitar ou antecipar um empréstimo.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp.

Mas, com o aumento da imersão no mundo digital, o risco de cair em um golpe financeiro na internet também aumenta. Educar a população para saber reconhecer uma fraude é a principal forma de prevenção, como explica Gabriel Pérgola, CEO da fintech Up.p.

“Há diversos motivos que levam alguém a pedir empréstimo. Um deles, por exemplo, é a busca por dinheiro extra para quitar dívidas ou complementar a renda da casa para fechar o mês, o que, naturalmente, deixa as pessoas mais preocupadas com as contas. Os golpistas se aproveitam dessas emoções e manipulam as vítimas até conseguirem o que querem”, explica Gabriel.

Para se ter uma ideia, em 2023, os golpes digitais resultaram em prejuízo para os brasileiros, calculado em mais de R$ 1 bilhão, segundo estudo da OLX.  No início do ano, a Febraban divulgou uma lista com os golpes financeiros mais comuns.

Entre eles, o da falsa instituição – quando o golpista se passa por um atendente de uma instituição financeira, fingindo que houve um problema com a conta do cliente e exigindo dados pessoais para resolver – o do falso empréstimo – oferecem condições de crédito tentadoras (e falsas), fazendo a vítima passar dados, e até dinheiro, para liberar a oferta – e do link falso – via mensagem ou e-mail, golpistas enviam links que, no momento que a vítima clica, os dados pessoais são roubados pelos bandidos.

O que muitos deles fazem é se passar como um funcionário de uma empresa, ganhando a confiança da vítima, conseguindo seus dados pessoais para, posteriormente, realizar transações no nome daquela pessoa. Por isso, saber reconhecer se um site ou canal de comunicação é confiável é fundamental para evitar cair na armadilha dos golpistas.

Confira as dicas do especialista para reconhecer alguns sinais de um golpe:

Busque pelo “HTTPs” na URL do site

Ao acessar um site, busque pelo “HTTPs” na URL. A sigla, que em português significa “Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro”, garante a confidencialidade em sites que processam informações sensíveis e pagamentos, criptografando e impedindo a adulteração de dados.

Procure por falhas

Pode se dizer que alguns golpistas são mais “amadores”, enquanto outros são mais “profissionais”; isso porque enquanto alguns golpes possuem brechas escancaradas que entregam o esquema, outros são mais difíceis de reconhecer.

Em todos os casos, ao receber uma mensagem ou e-mail suspeito, analise desde o design até a escrita. Na maioria das vezes, você irá encontrar erros de português ou um template mal feito, que irá denunciar que aquilo se trata de um golpe.

Pesquise a reputação da empresa

Existem diversos sites e empresas que podem contribuir para aumentar a segurança do cliente na hora de fazer um pedido de empréstimo online. Buscar no Reclame Aqui e no Procon são ótimas opções para dar mais segurança ao consumidor.

A Up.p, por exemplo, tem nota 8,6 no Reclame Aqui e o selo RA1000, que demonstra a boa reputação da empresa segundo a avaliação dos clientes.

Não passe suas informações pessoais

Instituições sérias não entram em contato com os clientes pedindo dados pessoais sem motivo aparente. Seja na internet, através de uma mensagem ou e-mail, ou por ligação, nunca forneça seus dados pessoais. Não passe número de telefone, número de documentos, endereço, nenhum tipo de informação quando não se sabe quem está do outro lado da linha.

Há casos em que a pessoa pode até já ter entendido que se trata de um golpe, mas continua dando corda para “testar” o golpista, passando dados falsos ou mentindo. Não faça isso, você pode acabar se atrapalhando e revelando suas informações verdadeiras.

Ao se sentir pressionado, não ceda

Os criminosos querem arrancar suas informações ou fazer você tomar uma decisão (como autorizar um empréstimo) sem você querer. Para não cair na pressão, não enrole a conversa – se receber por mensagem, não responda, e se estiver em ligação, desligue rapidamente.

Não clique em links desconhecidos

Se estiver em um processo de contratação online, observe o número que está te enviando, erros gramaticais, atenção aos mínimos detalhes. Basta um clique errado e os golpistas conseguem ter acesso a informações no seu celular ou computador. Se receber um link suspeito, que não estava esperando, não clique. Acesse apenas links que vem de fontes confiáveis.

Desconfie sempre

Estar inserido na era digital significa estar suscetível a todo tipo de golpe, ninguém está livre de ser uma vítima. Nenhuma precaução é demais, desconfie de ofertas muito tentadoras e de produtos com preços abaixo do mercado.

Valide se há alguma promoção vigente nas páginas oficiais das empresas ou revendedoras. Além disso, procure pela empresa nas redes sociais para ver se outras pessoas também viram essa oferta e busque se proteger.

Clique aqui e se inscreva no canal do BNews no Youtube!

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp