Eleições / Eleições 2022

Líder do governo afirma que pesquisa mostra 'influência de Lula na Bahia'

Ricardo Stuckert/Divulgação

Cenário com apoio de candidato à Presidência coloca Jaques Wagner (PT) à frente quando associado a Lula (PT)

Publicado em 28/01/2022, às 17h14 - Atualizado às 17h29    Ricardo Stuckert/Divulgação    Léo Sousa

Para o líder do governo Rui Costa (PT) na Assembleia Legislativa (AL-BA), deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), a pesquisa mais recente sobre as intenções de voto para governador demonstra a "influência de Lula na Bahia".

No levantamento do Instituto Opnus, publicado nesta quinta-feira (28) pelo Grupo Metrópole, o senador Jaques Wagner (PT) aparece à frente do adversário ACM Neto (DEM) no cenário em que os candidatos são associados a um postulante à Presidência.

Wagner, vinculado a Lula (PT), bate Neto, associado a Ciro Gomes (PDT), por 46% a 33%. O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), aparece com 11%, atrelado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), enquanto Marcos Mendes, do PSOL, fica com 1%, associado a Guilherme Boulos (PSOL).

"A pesquisa ainda é prematura, mas demonstra as influências do governador Rui Costa e Lula aqui na Bahia e como a população irá votar vinculada à eleição nacional", avalia Rosemberg Pinto em nota enviada ao BNews.

Na contramão da tese defendida por ACM Neto (DEM) e seu grupo de que a eleição presidencial não influenciará o cenário eleitoral local, o líder governista argumenta que a Bahia "sempre votou de forma nacionalizada".

"Em 2006, não foi diferente. A performance do ex-presidente Lula ajudou, também, a eleição de Jaques Wagner", afirma.

Outro cenário

No outro quadro, em que os candidatos são apresentados individualmente para os entrevistados, porém, o resultado se inverte.

Neto aparece liderando a disputa com 52% das intenções contra 29% de Wagner, margem que garantiria ao pré-candidato demista uma vitória no primeiro turno. Roma fica com 5%, enquanto Marcos Mendes mantém 1% da preferência.

Contestação

O cenário com apoio de candidato à Presidência levantado pela pesquisa foi alvo de contestações de integrantes da base de ACM Neto.

Os aliados argumentam que o quadro desenhado é "inválido", já que o ex-prefeito de Salvador tem afirmado que não terá candidato a presidente.

Leia: Alan Sanches fala em “palanque aberto” de Neto e classifica como “deturpada” associação com Ciro

Em conversa com o BNews, o líder da oposição na AL-BA, Sandro Régis (DEM), contestou: "você ouviu dizer que Neto vai apoiar Ciro Gomes? Esse cenário não existe, não pode ter validade".

O deputado estadual defende, por outro lado, que o quadro em que os candidatos aparecem desnviculados de postulantes à Presidência "prova" que a intenção do eleitorado baiano "é eleger Neto". "Está mais claro que a 'lapada' vai ser no primeiro turno", provocou.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre