BNews Nordeste

Tutora de cão com hidrocefalia tenta na Justiça remédio à base de maconha para tratamento do animal

Reprodução

O pedido é para que a União e o Estado do Ceará forneçam o medicamento à base de canabidiol cuja substância é extraída da maconha (cannabis)

Publicado em 23/06/2022, às 09h22 - Atualizado às 09h30    Reprodução    Redação

A tutora de um cãozinho, da raça Golden Retriever, que sofre de hidrocefalia resolveu entrar na justiça para que a União e o Estado do Ceará forneçam um medicamento à base de canabidiol para o tratamento do animal. Na ação, ajuizada nessa quarta-feira (22), em Fortaleza, a advogada animalista Cinthia Belino alega que a tutora de Valetim não tem condições de arcar com a compra da substância.

De acordo com o G1, o remédio é feito com substâncias extraídas da maconha (cannabis) e foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento em pessoas desde 2015. O medicamento que só pode ser fornecido com receita médica é usado para tratamento doenças como: artrite, epilepsia, esclerose múltipla e mal de Parkinson. Além de servir para aliviar dores crônicas causada por cânceres.

Leia mais:

Deputado do RN critica movimento LGBT: 'Não cabe mais na nossa sociedade'

Show de Zé Neto e Cristiano é cancelado no Rio Grande do Norte

"Arrasta a chinela" que tem forró, arrocha e piseiro no São João

Valentim foi diagnosticado com hidrocefalia hipoplasia cerebral e sofre quase que diariamente com convulsões.  "Acompanho o Valentin nas redes sociais e vi que o médico tinha oferecido esse tratamento para ele e a tutora estava com dificuldades não só de comprar o remédio, como de ter acesso a esses cadastros. Então eu ofereci os meus serviços para ela para que a gente entrasse na Justiça e fizesse essa tentativa de conseguir esse medicamento e esse cadastro por via judicial", disse a advogada.

O uso de medicamento à base de canabidiol para o tratamento em Valentim foi prescrito pelo médico veterinário Felipe Pereira, que acompanha o animal desde agosto de 2021. A recomendação do tratamento canábico é para que o animal tenha qualidade de vida, "tendo em vista que o quadro clínico do paciente não teve resultados satisfatórios com a utilização de terapias convencionais", disse o veterinário.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre