Política

ACM Neto declara preferência por Eduardo Leite nas prévias do PSDB: “a minha torcida é por ele”

Dinaldo Silva/BNews

O governador já havia dito que queria ACM Neto como cabo eleitoral

Publicado em 23/09/2021, às 21h00    Dinaldo Silva/BNews    Maiara Lopes e Samuel Barbosa

O ex-prefeito de Salvador e presidente do Democratas, ACM Neto, declarou torcida para o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, nas prévias do PSDB que vão definir quem será o candidato do partido à Presidência da República em 2022. No mês de julho, Leite recebeu acenos de Neto durante um jantar na capital baiana. Na época, o governador disse ao BNews Agora, da Piatã FM, que queria ACM Neto como cabo eleitoral

"A minha torcida e apenas torcida, não tenho que me meter nisso, não tenho que me manifestar, não é o meu quintal, é o quintal dos meus parceiros e amigos, mas a minha torcida é pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Óbvio, todos sabem disso, quando ele esteve aqui em Salvador eu tive um encontro com ele coincidentemente até nos batemos em Brasília essa semana trocamos algumas conversas, então a minha torcida é por ele, agora eu tenho que respeitar a escolha que o PSDB fará nas suas prévias no mês de novembro", pontuou o ex-prefeito de Salvador na tarde desta quinta-feira (23).

Neto disse ainda que a partir da escolha do candidato Democratas e PSDB vão dialogar sobre as eleições de 2022. "Eu tenho certeza que a fusão acontecendo, se concluindo da mesma forma o novo partido e o PSDB vão dialogar sobre a Bahia, sobre vários estados e sobre o Brasil, agora efetivamente quem pode responder sobre as prévias, favoritismo, quem ganha ou perde são os tucanos a minha torcida pessoal é pelo governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite", concluiu.

Matérias relacionadas:

Eduardo Leite diz que jantar com ACM Neto foi "muito bom", mas prega cautela sobre aliança no plano nacional

PSDB da Bahia anuncia apoio a Eduardo Leite nas prévias do partido

ACM Neto diz que veto a coligações partidárias é ‘excelente para o Brasil’

Classificação Indicativa: Livre