Política

Bolsonaro acusa movimento de Macron com Lula de “provocação”

Reprodução

Publicado em 25/11/2021, às 13h30    Reprodução    Redação BNews

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ao lado do ministro João Roma (Republicanos), chamou de provocação a recepção feita pelo presidente da França, Emmanuel Macron, ao ex-presidente Lula (PT) na semana passada, em Paris. A declaração foi dada durante entrevista nesta quinta-feira (25).

"Parece que é uma provocação sim. Será que o serviço de inteligência dele [Macron] não sabe quem foi o Lula aqui ao longo dos oito anos dele e mais seis de Dilma, o que foi feito no Brasil?”, questionou ao tempo que emendou que Macron sempre foi contra seu governo. 

LEIA MAIS: Bolsonaro deve visitar Salvador em janeiro e descarta possibilidade de passar Réveillon na capital baiana

“O que interessa para alguns países do mundo é ter alguém sentado nessa cadeira que eu estou aqui simpático à política deles (…). Interessa mais a ele (Macron) ter uma pessoa passiva, corrupta como é o Lula, aliado dele, no futuro do que eu”, disse. 

Relacionadas de política:

Bolsonaro diz ser contra realização do carnaval: "Por mim não teria, mas quem decide não sou eu"

Bruno Reis confia em manutenção do apoio do PL: ‘Muita água passar por baixo da ponte’

Classificação Indicativa: Livre