Justiça

TJ-BA revoga prisão de casal suspeito de assassinar bancária em Salvador 

Arquivo Pessoal

A prisão preventiva foi decretada em janeiro deste ano 

Publicado em 23/02/2021, às 12h19    Arquivo Pessoal    Redação BNews

Menos de um mês após a prisão preventiva decretada pela 2ª Vara do Tribunal do Júri para Eden Marcio Lima de Almeida e Anna Carolina Lacerda, acusados de assassinar a bancária Selma Regina Vieira da Silva, companheira em um suposto triângulo amoroso, o casal foi contemplado com a soltura em decisão emitida pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), nesta segunda-feira (22). 

A magistrada responsável pelo novo passo do processo, Andrea Sarmento Netto, justificou o pedido com "garantia da ordem pública, ante a real possibilidade de reiteração delitiva" e "tendo em vista a periculosidade em concreto dos agentes, aliada a gravidade em concreto do crime contra a vida supostamente cometido”.

Na determinação de soltura, o juiz Vilebaldo José de Freitas Pereira afirma que não existe um fato provado e atribuído aos denunciados que possa enquadrá-los em prisão preventiva no processo que corre contra os dois, embora o Ministério Público da Bahia (MP-BA) aponte a dupla como cúmplices no crime que aconteceu há quase dois anos. 

Leia também:

Acusados de feminicídio de bancária aguardam análise de reconsideração de prisões preventivas

‘Ainda não há mandado e eles não estão foragidos’, diz defesa de casal acusado de matar bancária em Salvador

OAB/BA pede Justiça por morte de bancária e que ‘dinheiro’ não interfira no processo

Jovem de 22 anos acusada de feminicídio de bancária apresenta defesa contra pedido de prisão

Classificação Indicativa: Livre