Entretenimento

“Tudo isso é muito precipitado para se discutir”, comenta Tereza Paim sobre cobrança de Leo Santana

Bnews / @Leosantana

Cantor fez crítica neste fim de semana sobre o jogo do Bahia

Publicado em 29/11/2021, às 09h48    Bnews / @Leosantana    Brenda Viana e João Brandão

Depois da crítica que o cantor Léo Santana fez no fim de semana sobre a partida entre Bahia e Grêmio no estádio da Fonte Nova, com cerca de 35 mil pessoas assistindo o jogo, a subsecretária de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Tereza Paim, aproveitou para explicar a diferença entre a quantidade de pessoas nos estádios e no Carnaval.

“A gente fala de uma abrangência de milhões de pessoas, no geral, os estádios são completos por municípios. Torcida única e uma cobrança efetiva do passaporte vacinal, então, óbvio que a gente torce mais do que os torcedores, que os 70% das pessoas que vão para os estádios não fiquem aglomerada, essa a questão cultural das pessoas, mas não se compara o carnaval isso deve ficar evidente”, comentou ao BNews durante coletiva com o prefeito Bruno Reis (DEM).

A subsecretária aproveitou para reforçar, principalmente após o cancelamento do réveillon pelo gestor municipal, que ainda há bastante tempo para bater o martelo sobre a confirmação, ou não, do Carnaval de 2022. Com a informação de uma nova variante, a Ômicron na África do Sul, Tereza deixa um alerta para a população.

Com variante ômicron, médicos recomendam adiar viagem internacional

“A gente está vendo a chegada de uma nova variante que a gente não conhece ainda. Então tudo isso é muito precipitado. (...) Nesse momento a gente tem uma chegada de uma nova variante, possível ou não, o Brasil tem caso suspeito, mas não tem caso confirmado, mas acho prudente que os gestores que estão responsáveis pela saúde das pessoas cuidem das pessoas”, finalizou.

Classificação Indicativa: Livre