BNews Pet

Hotel para pets: Confira sete dicas para escolher o melhor local para seu animal de estimação

Divulgação/Aufabeto

O hotel é uma ótima alternativa para quem precisa viajar e não pode levar o pet

Publicado em 09/12/2021, às 15h00    Divulgação/Aufabeto    Whaley Emmanoel

Infelizmente, nem sempre podemos levar conosco os nossos amigos de quatro patas quando viajamos. Se não é possível deixar com familiares, amigos ou pet sitter, é a hora de pensar em um hotel de pet, para que o peludinho fique muito bem adaptado e aproveite de alguma forma esse tempo longe de você.

Pensando nisso, o BNews conversou com o médico-veterinário Ivan Quaresma, para te ajudar a entender um pouco mais sobre o tema. Abaixo, listamos algumas dicas que o tutor deve anotar:

Leve o animal para conhecer o local

Para Ivan, uma boa sugestão é levar o seu cão para conhecer o hotel antes de hospedá-lo. A visita é importante para o pet conhecer o local antes não causará tanto estranhamento quando chegar o dia de ir para ficar, pois não será mais um local totalmente desconhecido.

A visita também é essencial para o estabelecimento. Será bom para os monitores conhecer como é o comportamento do animal, tanto com outras pessoas, como também com os outros cachorros hospedados.

Vacinação

Seu pet precisa estar em dia para ter seu atestado de saúde positivo. Afinal, esta não é apenas uma exigência de muitos locais. É também uma forma de proteger seu animal.
 A carteirinha de vacinação e o histórico veterinário são de grande importância porque caso seu cão apresente algum sintoma fora da normalidade, os profissionais do hotel saberão como agir a partir das informações de saúde do pet que estão registradas nesses documentos.

Identificação do animal

muito importante que sua coleira seja identificada com o nome do pet e o nome e telefone do tutor. Outra informação importante que você pode acrescentar é o nome do hotel. Isto facilita o reencontro caso alguma eventualidade aconteça.

Leia também:

Cientistas confirmam primeira reprodução assexuada entre animais ameaçados de extinção
Aprenda a calcular da melhor forma a idade humana de um cachorro
Pesquisa revela como cães agem ao decifrar emoções dos donos

Deixe alguém avisado
Sempre que você for viajar, informe uma ou mais pessoas entre familiares e amigos. Inclusive, avise sobre seu pet, diga que você optou por levá-lo a uma hospedagem para cachorro, e disponibilize o endereço e o telefone de onde o pet ficará, assim ele terá alguém por perto em casos de emergência.

Alimentação

Cada cão tem um hábito alimentar específico. Por isso, o ideal é que você prepare a comida dele antecipadamente, evitando ao máximo fazer isso em cima da hora de deixar o pet em um hotel.

É fundamental que o tutor sempre reserve uma quantidade a mais, caso sua viagem se estenda. 

Caso a ração do pet seja difícil de ser localizada no mercado pet, informe o endereço e telefone do estabelecimento onde costuma fazer suas compras para o hotel.

Alergias

Os cães têm alergias que variam entre problemas digestivos, respiratórios, até mesmo alergias de pele. Se for o caso de seu bichinho de estimação, adicione essa informação à lista. Escreva quais são os alimentos que ele não pode ingerir e faça o mesmo para shampoos caninos e produtos de limpeza, como detergentes e desinfetantes aos quais o seu pet seja sensível.

Deixe uma peça de roupa sua no momento da hospedagem

Por falar em levar coisas durante a hospedagem, algo muito interessante e confortável para o dog, é sentir o cheiro do tutor por perto.

De preferência, leve uma peça de roupa que você usou recentemente, sem lavar e sem enxaguar. A sua peça de roupa terá seu cheiro e isso vai garantir que o cão sinta o cheiro do tutor. Algo que o deixará muito mais confortável, tranquilo e a vontade no hotelzinho.

Leia Mais:

Gato "salva" idoso após queda no banheiro; veja como
Idosa de 101 anos adota o gato mais velho do abrigo; veja fotos

Acompanhe o BNews PET também no Instagram.

Classificação Indicativa: Livre