BNews Pet

Tutora fica inconformada ao descobrir o que aconteceu com cinzas de seu cachorro: "Não consigo dormir"

Reprodução/Facebook/Irene Ferrie

Mulher descobre que as cinzas de seu cachorro foram jogadas no lixo

Publicado em 25/05/2022, às 11h50    Reprodução/Facebook/Irene Ferrie    Redação BNews

O cãozinho Magner, da raça springer spaniel, foi submetido ao processo de eutanásia após sofrer uma grave lesão na perna. No dia 20 de janeiro deste ano, a tutora do doguinho, Irene Ferrie, que reside na Escócia, tomou a decisão. Contudo, ela nem imaginava quão conturbado seria o momento pós morte do animal.

Depois que o cachorro lesionou a perna, a idosa de 75 anos o levou para o veterinário que aconselhou a eutanásia, alegando que o animal estava sofrendo muito. A mulher concordou e fez planos de cremar o corpo do seu fiel companheiro e espalhar as cinzas ao longo do caminho de sua casa.

“Eu queria que ele fosse cremado para que eu pudesse espalhar suas cinzas em seu passeio favorito perto da casa. Ele era um Springer Spaniel e adorava correr pelos campos", disse Irene ao Daily Record.

A mulher contatou os serviços de uma empresa de cremação de animais de estimação, a Cambridge Pet Cremation. Ela pagou o valor de £ 110 (R$ 659,30), mais a taxa de envio de £ 13,74 (R$ 82,35)."Eles disseram que poderia levar entre uma semana e 10 dias. Então, fiquei esperando receber um e-mail ou algo para dizer que ele estava voltando para casa", contou.

Leia Mais: 

Vídeo: Cachorro se recusa a brincar em rio que costumava ir com irmã canina falecida
Em ato heroico, cachorrinho trava batalha contra alien; assista
Cachorrinho leva flechada no pescoço e caso espanta veterinários; veja fotos

Passado o tempo, a mulher voltou a procurar a empresa. Dessa vez, ela queria saber o motivo da demora da entrega. "A menina de lá ligou para a DPD para perguntar o que estava acontecendo e foi informada de que havia sido deixada com um vizinho", detalhou Irene.

A tutora foi até os seus vizinhos, mas para sua surpresa, nenhum pacote havia sido deixado lá. Irene verificou um aplicativo no celular em que o usuário recebe uma notificação informando quando o seu pacote está chegando e quem era o motorista. Contudo, a mulher ainda não havia recebido nada. A situação já estava deixando a tutora desesperada, mas ainda não era o pior da situação.

Por desencargo de consciência, a idosa decidiu olhar novamente o aplicativo e eis que o paradeiro do pacote estava ali: ele havia sido deixado em cima do cesto de lixo. A mulher ficou ainda mais desolada quando percebeu que os coletores de lixo já haviam passado naquela semana. 

"Estou tão frustrada e com raiva. Eu não conseguia dormir pensando nisso porque ele foi colocado no lixo como um pedaço de lixo". disse Irene. "Eu pedi para deixarem em cima da estufa. Por que colocaram no lixo?", indagou. Ferrie ainda acrescentou: "Não houve comunicação para me dizer que ele estava sendo entregue. E eu certamente não assinei nenhum documento. É simplesmente chocante".

Posicionamento da empresa 

Um porta-voz da Cambridge Pet Cremation afirmou que a empresa está investigando o caso. "A CPC está devastada ao saber que as cinzas do amado spaniel Magners de Ferrie foram extraviadas por nossa empresa de entregas. Agimos imediatamente ao descobrir essa informação ontem e solicitamos uma investigação completa, da qual estamos aguardando informações", disse.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre